Novo mercado de gás deve vir sem subsídios

254

O novo mercado de gás que está se desenhando deve ser desenvolvido sem o auxílio de subsídios, encargos ou reservas de mercado que acabem no futuro afetando a sua competitividade. De acordo com o presidente da Associação Brasileira dos Grandes Consumidores Livres, Paulo Pedrosa, esse novo mercado não deve ser como o setor elétrico, em que bem mais da metade do que o consumidor paga não é geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. “É bom que o setor de gás comece ‘limpinho’, para entender que o seu objeto é dar gás barato não por mágica, mas por mérito, para aumentar o desenvolvimento e a geração de emprego”, explica Pedrosa, que participou de debate nesta quarta-feira, 14 de agosto, de painel no seminário de Gás Natural, no Rio de Janeiro (RJ).

Canal Energia