fbpx
Curso Regulação Econômica
Início NOTÍCIAS DO DIA

NOTÍCIAS DO DIA

Serviço de curadoria produzido todas as manhãs no qual é apresentado um resumo das principais notícias sobre infraestrutura publicadas em jornais, agências de notícias e demais veículos de imprensa brasileira, com links para o conteúdo original.

Operadoras investem 10% a mais até março

O aquecimento dos mercados de banda larga e telefonia móvel alavancou investimentos das operadoras de telecomunicações no primeiro trimestre deste ano. Entre janeiro e março foram investidos R$ 7,6 bilhões, montante 10% acima do patamar registrado nos primeiros três meses de 2020, segundo a Conexis Brasil Digital, sindicato que reúne algumas das maiores operadoras do Brasil. Em termos nominais, o volume de investimentos é recorde para o período na série histórica iniciada em 2010. “Isso se explica pela competição forte que existe no Brasil. Os preços dos serviços de telecomunicações vêm ficando mais acessíveis”, afirma Marcos Ferrari, presidente-executivo da Conexis (antigo SindiTelebrasil).

Valor Econômico

Custo de insumos afeta projetos de geração solar

O acelerado aumento dos preços das matérias-primas reverteu um período de dez anos de queda do custo da energia solar, o que reduziu o interesse dos investidores no setor após o recorde de alta observado em 2020. As ações de empresas de energia solar caíram 18% neste ano, depois de terem mais do que triplicado de valor em 2020, de acordo com o Índice Mundial MAC de Energia Solar, numa época em que as empresas enfrentam aumento dos custos de frete, do aço e do polissilício, componente chave na produção de painéis fotovoltaicos para a indústria solar.

Valor Econômico

Venda de aterros da Estre é alvo de disputa em recuperação judicial

A venda de oito aterros sanitários da Estre Ambiental gerou uma briga judicial entre companhias do setor que promete ganhar novos questionamentos. A disputa ocorre no âmbito da recuperação judicial da empresa, que desde agosto de 2020 tenta reestruturar dívida de cerca de R$ 2 bilhões. O grupo é um dos principais atores do setor de limpeza urbana e tratamento de resíduos sólidos – um mercado considerado complexo, porém promissor. 

Valor Econômico

Nova lei do saneamento não tem volta, diz CEO da BRK

Os questionamentos judiciais à nova lei do saneamento básico, que começaram a vir à tona nas últimas semanas, são motivo de preocupação, trazem insegurança e podem até gerar algum atraso. Porém, as mudanças promovidas pelo novo marco legal são um caminho sem volta, afirmou a presidente da BRK Ambiental, Teresa Vernaglia, em Live do Valor, realizada ontem. “Precisamos acompanhar os questionamentos, mas o trem já partiu. [As ações judiciais] podem trazer atrasos aqui ou acolá, mas a largada está dada”, diz. Para a executiva, o sucesso dos recentes leilões de água e esgoto realizados nos últimos meses impulsionam esse processo.

Valor Econômico

Novo comando de Furnas

O executivo Clovis Torres será o novo presidente da Furnas Centrais Elétricas. Ele também assumirá uma das vagas do conselho de administração da companhia. Torres é advogado e sócio do escritório Souza, Mello e Torres Advogados e se licencia de seu cargo no escritório a partir desta semana para assumir o novo cargo. Ele é formado em Direito pela Universidade Católica de Salvador (UCSal) e mestre em Direito Internacional, Comércio e Finanças pela Tulane Law School, em Nova Orleans (EUA). 

Valor Econômico

Casa dos Ventos fecha contrato com Energisa

A Casa dos Ventos fechou um contrato de longo prazo (PPA) com a Energisa Comercializadora para a venda da energia do complexo eólico Rio dos Ventos (RN), que está entrando em operação comercial. O acordo prevê o fornecimento de 20 megawatts (MW) médios de 2023 a 2038, por um peço não divulgado pelas empresas. O complexo eólico de 504 MW de capacidade estava operando até então em fase de testes e recebeu as primeiras licenças de operação nas últimas semanas. De acordo com o diretor de novos negócios da Casa dos Ventos, Lucas Araripe, a expectativa é que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) emita o despacho de operação comercial para a unidade esta semana.

Valor Econômico

Opinião- Vamos ter novamente racionamento de energia?

Sim. E há até data prevista para começar, julho de 2021, e muitos não perceberam, em meio ao mau cheiro dos “jabutis” da Eletrobras. É interessante, às vezes bizarro, acompanhar o embate em torno da crise hídrica, inclusive no meio acadêmico. O atributo político parece mais importante que a crise em si, a ponto de interferir no uso da água, como em Furnas. Seu reservatório já não é um ativo da usina, mas objeto de acertos políticos espúrios. 

Edvaldo Santana é doutor em engenharia de produção e ex-diretor da Aneel

Valor Econômico

Regulação da água é tema central no Chile

A combinação de secas, protestos e mudança política está recolocando a água no centro do debate no Chile. Modificações em curso, como a criação de subsecretaria de recursos hídricos, a reforma do marco regulatório e o processo constituinte, devem levar a um aumento do papel no Estado na gestão do recurso, cada vez mais escasso no país. Os protestos que começaram em 2019 deram força à agenda social e climática da água, ao defender a ampliação do papel do Estado no setor.

Valor Econômico

Câmara aprova MP da Eletrobras por 258 votos a 136

Numa vitória do governo Jair Bolsonaro, a Câmara dos Deputados aprovou ontem, por 258 votos a 136, a medida provisória (MP) de privatização da Eletrobras. A matéria é um dos principais itens da agenda de privatizações do Executivo e segue agora para sanção presidencial. Para garantir a conquista, no entanto, foram feitas novas modificações na proposta, o que levou a críticas da indústria e protestos da oposição, que promete acionar o Judiciário.

Valor Econômico

Governo de Minas prevê obter até R$ 17 bilhões com novas concessões

O governo de Minas Gerais abriu consulta pública para a concessão de rodovias no Triângulo Mineiro e sul do Estado e do aeroporto da Pampulha. Incluindo o projeto do Rodoanel na região metropolitana de Belo Horizonte e a concessão do ginásio Mineirinho, a expectativa do governo é obter aproximadamente R$ 17 bilhões em concessões até o fim de 2022. O pacote de rodovias contempla 3,25 mil quilômetros de malha e estimativa de atração de R$ 11 bilhões em investimentos. A esse valor somam-se R$ 4,5 bilhões esperados na concessão do Rodoanel, R$ 132 milhões do Estádio Jornalista Felipe Drummond, o Mineirinho, e R$ 1 bilhão da concessão do Aeroporto da Pampulha.

Valor Econômico

Térmicas a carvão param na seca e preocupam Aneel

Em plena crise hídrica, duas usinas térmicas no Rio Grande do Sul que somam 695 megawatts (MW) de capacidade instalada vão parar para manutenção entre setembro e novembro, no auge do período de estiagem. Em dois ofícios, obtidos pelo Valor, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) questiona os donos das usinas sobre a “imprescindibilidade” das paradas e pede que os geradores avaliem a possibilidade de postergação dos serviços para 2022.

Valor Econômico

Vento em popa

Após fechar contrato de longo prazo, de 2023 a 2038, com a Energisa Comercializadora, para vender a energia do complexo eólico Rio dos Ventos, no Rio Grande do Norte, a Casa dos Ventos estuda novos projetos, eólico no Nordeste e fotovoltaico no Centro-Oeste, diz Lucas Araripe.

Valor Econômico

Deputados aprovam a MP da Eletrobras

A Câmara dos Deputados aprovou ontem a MP de privatização da Eletrobras. A matéria é um dos principais pontos da agenda econômica do Executivo e segue agora para sanção presidencial. Para garantir a conquista, no entanto, foram feitas novas modificações na proposta, o que gerou críticas da indústria e protestos da oposição, que promete acionar a Justiça. Uma das alterações foi a retirada de emenda do Senado que acelerava a entrada dos pequenos consumidores no mercado livre de energia. A previsão de pagamento de indenização ao Estado do Piauí pela privatização da Cepisa também saiu do texto.

Valor Econômico

Reformas administrativa e tributária e BR do Mar: veja situação de projetos travados

Propostas consideradas prioritárias pelo governo no início do ano ainda não foram destravadas apesar da ampliação da base governista no Congresso, que está sob comando de aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Em fevereiro, foram eleitos, com apoio de Bolsonaro, os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Logo depois, o governo enviou a eles uma lista com as pautas consideradas mais importantes. Também está travada a criação da BR do Mar, iniciativa que busca reduzir a dependência do transporte rodoviário no país e ampliar a navegação entre portos nacionais (cabotagem).

Folha de S.Paulo

Relator admite estratégia para evitar eventual veto de Bolsonaro a jabutis na MP da Eletrobras

Relator da medida provisória que abre caminho para a privatização da Eletrobras admitiu nesta segunda-feira (21) que a inclusão da previsão de contratação futura de usinas térmicas no mesmo parágrafo que trata do ponto central da desestatização foi “mais ou menos” uma estratégia para evitar um eventual veto do presidente Jair Bolsonaro. O parágrafo tem mais de 650 palavras (leia o parágrafo no fim do texto). A Constituição estipula que o veto parcial somente pode abranger texto integral de artigo, de parágrafo, de inciso ou de alínea.

Folha de S.Paulo

INSCREVA-SE NA NOSSA LISTA DE CONTATOSANÁLISE E INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE A INFRAESTRUTURA BRASILEIRA

Economistas especializados em infraestrutura, notícias do setor e novas oportunidades.