fbpx
Podcast Infra para Crescer
Início NOTÍCIAS DO DIA

NOTÍCIAS DO DIA

Serviço de curadoria produzido todas as manhãs no qual é apresentado um resumo das principais notícias sobre infraestrutura publicadas em jornais, agências de notícias e demais veículos de imprensa brasileira, com links para o conteúdo original.

EDP cresce no 1° tri

A EDP Energias do Brasil registrou avanço de 4,4% no volume de energia distribuída durante o primeiro trimestre de 2021, em relação ao mesmo período do ano passado, atingindo 6.604.792 megawatt-hora (MWh). O número de clientes subiu 2,6%, para 3,6 milhões, também no comparativo anual. O volume total de energia livre manteve a expansão e avançou 7,2 no período, para 3.055.903 MWh, e o cativo cresceu 2,1%, somando 3.548.890 MWh.

Valor Econômico

Aneel analisa corrida por incentivo à renovável

O fim dos incentivos a fontes renováveis provocou uma corrida para conseguir outorgas de novas usinas junto à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A maioria está relacionada à geração fotovoltaica (solar) e eólica. A pressa é explicada pela janela de 12 meses que garante o acesso ao desconto de 50% na chamada “tarifa-fio”, pelo uso das redes de transmissão e distribuição. A contagem do prazo foi iniciada em setembro do ano passado. Quando chegar ao fim, apenas os projetos existentes permanecerão com o benefício.

Valor Econômico

 

VLI analisa projeto da Ferrogrão e define Arco Norte como prioridade

A operadora de ferrovias VLI se prepara para participar do leilão da Ferrogrão, projeto bilionário do governo federal, para conectar o Centro-Oeste até o Pará. O objetivo da companhia é consolidar sua presença no corredor de escoamento agrícola pelo Norte do país, segundo o presidente da empresa, Ernesto Pousada.

Valor Econômico

Veolia estuda concessões de saneamento no Brasil

O grupo francês Veolia, um dos maiores operadores de saneamento no mundo, se prepara para voltar a investir no mercado de água e esgoto no Brasil, mas ainda vê com cautela o cenário regulatório. No radar da companhia estão as concessões estruturadas pelo BNDES e contratos municipais, diz o presidente da empresa no país, Pedro Prádanos Zarzosa. “Estamos estudando a melhor forma de entrar no mercado”, afirma. Ele avalia que o diferencial do grupo nos leilões não será seu fôlego financeiro, mas sim a experiência operacional.

Valor Econômico

Petrobras fecha acordo

A Petrobras informou que suas controladas indiretas, Breitener Tambaqui e Breitener Jaraqui, fecharam acordo judicial para a recuperação de crédito no valor total de R$ 436 milhões devido pela Amazonas Energia. A Eletrobras é a responsável solidária pelo cumprimento do acordo que contempla sete ações movidas pelas duas controladas e que ficarão suspensas até a liquidação integral dos pagamentos. O valor transacionado será liquidado pela devedora em 60 parcelas.

Valor Econômico

Agência Internacional de Energia eleva previsão de demanda por petróleo com vacinação

A aplicação de vacinas para Covid-19 pelo mundo tem melhorado as perspectivas para a demanda global por petróleo, disse a Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) nesta quarta-feira (14), embora casos em alta em alguns importantes países consumidores mostrem que a recuperação pode ser frágil. “Os fundamentos parecem decisivamente mais fortes”, disse a agência em relatório mensal.

Folha de S.Paulo

Liminar barra tentativa da Bunge de estender domínio em porto de Santa Catarina

A tentativa da gigante norte-americana de grãos Bunge de estender o seu papel dominante em um terminal público do Porto de São Francisco do Sul (SC) por dois anos foi frustrada por um mandado de segurança, de acordo com documentos vistos pela Reuters. A decisão da Justiça de Santa Catarina é a última reviravolta em uma longa disputa entre o operador portuário da Bunge, Litoral Soluções, e seus rivais –que reclamam de um suposto monopólio na área pública do porto.

Folha de S.Paulo

Consumo de energia caiu pouco na fase emergencial em SP, diz câmara do setor

A aplicação da fase emergencial na cidade São Paulo para conter o contágio da Covid na segunda quinzena de março teve baixo impacto sobre o consumo de energia elétrica, segundo levantamento da CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica). Para a CCEE, a redução foi discreta, o que leva à conclusão de que, apesar das restrições, setores da economia como comércio e serviços se adaptaram. A pesquisa comparou o consumo de energia entre 25 e 31 de março, quando já havia a fase emergencial, com os dados de 5 a 10 de março, antes do período mais restrito.

Folha de S.Paulo

Autoridade portuária recebe propostas para construção de túnel entre Santos e Guarujá

Nos últimos dois anos, a proposta de fazer uma ligação rodoviária entre os municípios de Santos e Guarujá, no litoral paulista, ficou travada numa polêmica sobre qual seria o melhor trajeto: uma ponte ou um túnel submerso. Na semana passada, a proposta do túnel avançou. Autoridade portuária de Santos abriu chamamento público para receber estudos sobre o traçado do túnel. O processo pode durar até quatro meses. Entre os defensores dessa opção, agora há uma discussão sobre qual seria o melhor modelo para viabilizar o projeto.

Folha de S.Paulo

 

Petrobrás estuda sugerir o uso de recursos de leilões do pré-sal para amortecer preço de combustível

A Petrobrás está levantando alternativas a serem apresentadas ao governo para viabilizar a criação de um fundo para amortecer oscilações dos preços de combustíveis. Entre as diversas possibilidades em estudo está o uso de recursos do leilão das áreas da cessão onerosa do pré-sal, previsto para o fim deste ano.   A ideia conta com apoio da equipe econômica, segundo apurou o Estadão/Broadcast, mas o ministro da Economia, Paulo Guedes, quer que o Ministério de Minas e Energia (MME) agilize a licitação – a exemplo do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, que conseguiu conceder aeroportos, portos e uma ferrovia ao longo da semana passada. 

O Estado de S.Paulo

Privatização da Eletrobras deve ocorrer entre fim deste ano e início de 2022, prevê BNDES

A privatização da Eletrobras pode ocorrer entre o fim deste ano e o início de 2022, de acordo com a previsão do presidente do BNDES, Gustavo Montezano. Ele participou na manhã desta quarta-feira de um evento promovido pelo Campos Mello Advogados, DLA Piper e Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos para investidores americanos. – Estamos modelando o processo de privatização da Eletrobras com o Programa Nacional de Desestatização, o PND. Trabalhamos com o cenário de trazer esse ativo ao mercado no fim deste ano ou no início de 2022 – disse Montezano, ao responder a pergunta de um dos investidores que participaram do evento virtual.

O Globo

Sem previsão para acabar obras da Linha 4, intervenção para estabilizar Estação do Metrô da Gávea atrasa em um ano

Submersa desde 2018 em 36 milhões de litros de água e à espera de intervenções de engenharia que garantam que não venha a ser um risco estrutural para a PUC e os prédios no entorno, o canteiro da futura estação do Metrô da Gávea, parado desde 2015, deveria ter voltado a ter a movimentação de operários desde fevereiro. No entanto, o cronograma de intervenções para estabilizar o local, apresentado em 2020 ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) atrasou e muito. O projeto detalhando as intervenções sequer foi licitado, e a obra ficará para 2022. A intervenção será necessária no “piscinão” porque não há prazo para retomar as obras de conclusão da Linha 4.

O Globo

Oi espera aval rápido na venda da InfraCo

A Oi espera que o prazo de análise pelas autoridades regulatórias da transação de venda de parte do capital da InfraCo, empresa que reúne sua infraestrutura de fibra óptica, seja mais curto se o ativo for de fato arrematado por fundos do BTG Pactual em conjunto com a Globenet Cabos Submarinos. A afirmação foi feita ontem pelo diretor-presidente da Oi, Rodrigo Abreu, em teleconferência com analistas de mercado para detalhar a proposta firme de R$ 12,93 bilhões feita pelos fundos e pela empresa de cabos submarinos por 57,9% do capital da InfraCo.

Valor Econômico

Ferrogrão enfrenta novo obstáculo no TCU

A Ferrogrão, projeto de ferrovia com 933 quilômetros entre Sinop (MT) e Miritituba (PA), tem mais um obstáculo pelo caminho. O Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) quer que os estudos de viabilidade para a concessão do empreendimento, prioridade do governo Jair Bolsonaro na área de infraestrutura, sejam devolvidos imediatamente à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e remetidos de volta ao órgão de controle apenas quando o empreendimento tiver sua primeira licença ambiental.

Valor Econômico

Aneel acredita que arbitragem é saída para linhão de RR

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aposta em arbitragem na Justiça para pacificar embate com a concessionária responsável pela construção da linha de transmissão Manaus-Boa Vista e, assim, viabilizar a retomada das obras. Ontem, o diretor-geral do agência, André Pepitone, reconheceu que a alteração do orçamento original está no centro do embate com os responsáveis pela obra. A Transnorte Energia (TNE) – 51% da Alupar e 49% da Eletronorte – alega ter direito a receber R$ 1 bilhão a mais para colocar o projeto em operação.

Valor Econômico

INSCREVA-SE NA NOSSA LISTA DE CONTATOSANÁLISE E INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE A INFRAESTRUTURA BRASILEIRA

Economistas especializados em infraestrutura, notícias do setor e novas oportunidades.