Propostas para acelerar o programa de investimentos em infraestrutura

A economia brasileira, que já apresentava uma lenta recuperação, foi atingida pela severa crise da covid19. Transitamos de um lento ritmo de crescimento observado nos três últimos anos à acelerada contração. No 1º trimestre de 2020, a taxa de investimento foi de 14,2%. Trata-se da menor taxa de investimento trimestral desde 2000, início da série histórica.
Restrições físicas, econômicas e financeiras foram impostas a empresas e setores econômicos. Diante disso, um esforço enorme, tanto na escala quanto no escopo, foi empreendido para tentar garantir condições necessárias de enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

Ao fim da pandemia o país poderá ter cerca de 20 milhões de desempregados e 70 milhões da linha de pobreza, afetando ainda mais a já injusta distribuição de renda do país e seu nível de pobreza. Para superá-la será necessário um forte programa de investimentos públicos em infraestrutura tendo em vista seu relevante efeito multiplicador de renda e emprego.

Clique na imagem abaixo para saber mais.