nov
13

2017

Pedras travam eclusas de R$ 1,6 bi no PA



Inauguradas há sete anos, ao custo de R$ 1,66 bilhão, duas eclusas construídas no Pará continuam fora de operação por causa da demora na retirada do Pedral do Lourenço do leito do Rio Tucuruí. A corredeira de 43 km de pedras impede a passagem das embarcações nos períodos de seca. A nova obra deve começar em 2018 e custará R$ 520 milhões.

Fonte: O Estado de S. Paulo