fbpx
Close

4 de maio de 2012

Setor empresarial debate participação em programa de intercâmbio de pesquisadores

Cerca de 30 executivos de diversos segmentos da infraestrutura, analisaram no dia 3 de maio, na sede da Abdib, a participação das empresas no programa de intercâmbio de pesquisadores do governo federal, o Ciência sem Fronteiras. Em dezembro do ano passado, a Abdib assinou um termo de compromisso com o Governo Federal, para financiar, por meio de suas associadas, cinco mil bolsas.

O encontro teve a presença do presidente da entidade, Paulo Godoy, do presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Jorge Almeida Guimarães, do diretor de Cooperação Institucional do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Manoel Barral, e do assessor especial da Casa Civil Carlos Eduardo Esteves. O programa, que tem por objetivo o avanço da ciência, da tecnologia, estímulo à inovação e competitividade industrial por meio de uma rede de conhecimento que permita o intercâmbio de pesquisadores, pretende viabilizar até 2014, 101 mil bolsas, das quais 26 mil com a participação do setor empresarial.

Para o presidente da Capes, atualmente, é possível dizer que o órgão trabalha de forma induzida, gerando demanda para as bolsas de graduação no exterior e buscando pesquisadores interessados em aprimorar seus conhecimentos, por exemplo. Para ele, a participação de estudantes brasileiros nesse programa traz diversos ganhos para o país, além da segunda língua, os participantes voltam com sentimento de mudança, tornando-os mais exigentes em relação ao modelo de ensino oferecido no país.

Durante o encontro o presidente da Abdib ratificou o compromisso da entidade em participar do programa do governo federal. “É uma iniciativa de importância estratégica para o país. Vimos relatando essa deficiência na formação de mão de obra há alguns anos. O subdesenvolvimento dos anos anteriores comprometeu a formação e oferta de profissionais em várias carreiras como engenharias e geologia, entre outras”, fala Godoy.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *