Início NOTÍCIAS DO DIA

NOTÍCIAS DO DIA

Um resumo das principais notícias sobre infraestrutura e indústrias de base publicadas em jornais e agências de notícias

MFX busca novos mercados no exterior

Entre os centenas de expositores que exibem seus equipamentos e serviços na feira anual da indústria do petróleo em Abu Dhabi, há somente uma brasileira: a MFX, que trabalha com equipamentos para abrir e fechar válvulas submarinas. A empresa decidiu acelerar a internacionalização depois que a Petrobras cortou investimentos, diz seu presidente, Giovanni Spedelli. Até agora, MFX tem atuado principalmente junto à Petrobras, com a qual já possui contratos para fornecimento de materiais para o pré-sal.
 
Fonte: Valor Econômico

Governo prepara novas regras para setor de gás

Com a iminente saída da Petrobrás do controle de ativos na cadeia de gás natural, o governo federal espera publicar até novembro as regras para atrair novos investidores ao setor. A principal mudança envolve a criação de um órgão de governança para gerir o fluxo de gás na malha de dutos
do País, a partir de 2017. 

 

Fonte: O Estado de S. Paulo

Estatal atinge meta anual de produção e bate recorde

Com o recorde mensal de produção nacional de petróleo, de 2,301 milhões de barris/dia, divulgado ontem, a Petrobras alcançou a meta de produção média em 2016, de 2,14 milhões de barris diários, pelo segundo ano consecutivo, após 13 anos de insucessos no cumprimento do objetivo.

 

Fonte: Valor Econômico

Artigo: Ausência do Estado e perdas de energia

Um dos fatores que encarecem o fornecimento de energia elétrica no Brasil é o alto índice de furtos de energia. Muitos consumidores fazem ligações clandestinas ou manipulam seus medidores para roubar energia das redes de distribuição, o que prejudica a qualidade do fornecimento e encarece o serviço. As distribuidoras de energia são responsáveis pela ligação das unidades de consumo, pela instalação e manutenção dos medidores e pela emissão das faturas. Portanto, o furto de energia elétrica é um problema que extrapola a responsabilidade da distribuidora e é fruto da ausência do Estado, que resulta na falta de segurança e na ausência de mecanismos para coibir a informalidade. A Aneel, agência reguladora do setor elétrico, entende a natureza do problema, tanto que, no processo de revisão tarifária, define o nível de Perdas Não Técnicas (PNTs, como ela se refere a essas perdas comerciais derivadas de furtos e fraudes) esperado em cada área de concessão, em razão de suas características socioeconômicas. (Por Claudio J.D. Sales e Richard L. Hochstetler)

O Estado de S. Paulo 

Liminar pode deixar o Amazonas sem energia

O cumprimento de uma decisão judicial pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) poderá deixar o Estado do Amazonas sem energia. O risco de corte no fornecimento, reconhecido pela própria agência, está atrelado ao atendimento de uma liminar dada pela Justiça em ação popular que pede a suspensão do repasse de R$ 1,33 bilhão à Amazonas Energia, estatal controlada pelo Grupo Eletrobrás.

 

Fonte: Folha de S. Paulo

Chuva ajuda geração elétrica, mas alerta persiste

A ocorrência de um volume de chuvas acima do esperado nas últimas semanas de novembro animou as autoridades e as empresas do setor elétrico, com perspectivas de melhoras no cenário climático e nas condições de operação do sistema, às vésperas dos meses mais chuvosos. Mas ainda há preocupação com relação ao baixo nível dos reservatórios hidrelétricos e receio sobre a intensidade do próximo período úmido, o que pode demandar a operação de uma quantidade maior de termelétricas.

Fonte: Valor Econômico

Brasil perde participação nos investimentos das petroleiras

Após despencar mais de 40% no ano passado, os investimentos das petroleiras em exploração e produção no Brasil devem cair novamente em 2016, em meio aos impactos da queda do preço do barril sobre as receitas das empresas e do aumento do endividamento da Petrobras sobre a capacidade de investimento da estatal.

Conversão de multas deve chegar a R$ 300 milhões

A Petrobras negocia com o Ibama a conversão da maior parte das multas ambientais não pagas em recursos para projetos ambientais. A estatal está entre as maiores devedoras do instituto, com cerca de R$ 1 bilhão em penalidades sob questionamento. Cálculo preliminar do Ibama aponta que cerca de R$ 300 milhões podem ser direcionados a projetos de proteção ao meio ambiente na primeira fase do programa de conversão, mais que o orçamento do órgão em 2017 (excluindose a folha de pagamento).

O Globo

Italiana Atlantia deve melhorar oferta pela Abertis

O grupo de infraestrutura italiano Atlantia deu o mais forte sinal até agora de que pretende elevar sua proposta de € 16,3 bilhões pela espanhola Abertis para superar a rival da Hochtief, da Alemanha, e tentar vencer uma das maiores batalhas de ofertas de aquisição na Europa.

Fonte: Valor Econômico

Eletrobras perdeu R$ 186 bi em 15 anos, diz 3G Radar

A Eletrobras teve, nos últimos 15 anos, cerca de R$ 186 bilhões em valor destruído, devido ao mau uso da companhia por motivos políticos e por ineficiências, de acordo com cálculos da gestora 3G Radar, que tem 5,13% das ações preferenciais da companhia. Apenas a participação da estatal na construção das megausinas hidrelétricas de Belo Monte, Jirau e Santo Antonio, e também no projeto da usina nuclear de Angra 3, resultaram em destruição de valor de R$ 40 bilhões para a estatal. 

 

Fonte: Valor Econômico

Entidades listam medidas para acelerar obras de saneamento

Em carta ao ministro das Cidades, Bruno Cavalcante de Araújo (PSDB), entidades ligadas ao setor de saneamento listaram, no início deste mês, sugestões de medidas de curto e médio prazo a serem adotadas pelo governo para garantir o avanço dos empreendimentos. De acordo com a Associação Paulista de Empresas de Consultoria e Serviços em Saneamento e Meio Ambiente, o movimento foi feito tendo em vista pedido do próprio titular da pasta para que o setor apontasse ações a serem tomadas.

 

Fonte: Valor Econômico

Comissão vota parecer sobre a Ferrovia Nova Transnordestina na quarta

A comissão externa da Câmara dos Deputados que acompanha a construção da Ferrovia Transnordestina pode votar, nesta quarta-feira (12), o parecer do relator, deputado Augusto Coutinho (SD-PE). O relatório ainda não foi divulgado. No total, a ferrovia terá 1.753 quilômetros de linha principal e 109 de linhas secundárias. Ela passará por 81 municípios do Ceará, do Piauí e de Pernambuco.

Agência Câmara de Notícias

Aneel revisa cálculos e preço de energia pode subir

Os baixos níveis dos reservatórios e as chuvas abaixo da média para a época do ano acenderam um sinal vermelho para o governo. Embora o risco de racionamento continue sendo quase inexistente, o preço da energia gerada está cada vez maior – pelo acionamento de termelétricas mais caras, por exemplo -, e a arrecadação atual do mecanismo das bandeiras tarifárias já não consegue mais arcar com o custo.

Fonte: Valor Econômico

Ecopetrol mira áreas de próximas rodadas da ANP

A petroleira colombiana Ecopetrol tem a intenção de participar das rodadas de blocos exploratórios deste ano no país, disse ontem o presidente da empresa no Brasil, João Clark. A companhia, segundo ele, ainda acompanha os desdobramentos da crise política nacional e avalia a lista de áreas ofertadas antes de decidir por participar das próximas licitações, mas está de olho na recomposição de seu portfólio exploratório no país.

 

Fonte: Valor Econômico

Sabesp vai recuperar crédito de R$ 3,2 bilhões com acordo

A contratação da Sabesp para operação de saneamento em Guarulhos (SP), cujo protocolo de intenções foi assinado na sexta-feira entre a cidade e o governo de São Paulo, deve trazer benefícios de curto prazo para a segunda maior cidade do Estado, além da solução definitiva para um débito bilionário com a empresa. As negociações entre a companhia e a cidade começaram há alguns anos devido à dívida pelo não pagamento de fornecimento de água no atacado, que já atinge R$ 3,2 bilhões.

Valor Econômico