Podcast Infra para Crescer
Início NOTÍCIAS DO DIA

NOTÍCIAS DO DIA

Serviço de curadoria produzido todas as manhãs no qual é apresentado um resumo das principais notícias sobre infraestrutura publicadas em jornais, agências de notícias e demais veículos de imprensa brasileira, com links para o conteúdo original.

Transportadoras de gás

A Petrobras deu início à fase vinculante para a venda da totalidade de suas participações de 51% na Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil (TBG) e de 25% na Transportadora Sulbrasileira de Gás (TSB). Em nota, a companhia informou que os potenciais compradores habilitados para essa fase receberão carta-convite com instruções detalhadas sobre o processo de desinvestimento, incluindo orientações para a realização de “due diligence” para o envio das propostas vinculantes.

Valor Econômico

Outorga de Guarulhos

O conselho de administração da Concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos aprovou a proposta de postergação do pagamento da outorga de 2020 e reprogramou o pagamento das outorgas dos próximos quatro exercícios financeiros (nos anos de 2021, 2022, 2023 e 2024), com aplicação da taxa de desconto de até 8,55%, conforme valor definido pelo regulamento ou autoridade competente. Em março de 2020, a Medida Provisória nº 925 instituiu a possibilidade de postergação do recolhimento de outorgas das concessionárias de aeroportos.

Valor Econômico

Tecnologia na China

Os setores público e privado da China pretendem gastar 10,6 trilhões de yuans (US$ 1,6 trilhão) até 2025 para desenvolver a infraestrutura tecnológica de próxima geração, incluindo a rede 5G e estações para carregar veículos elétricos, já que os atritos com os EUA devem permanecer apesar da chegada de Joe Biden ao poder. O investimento responderá por cerca de 10% de todos os gastos com infraestrutura social, de acordo com a Academia Chinesa de Tecnologia da Informação e Comunicação, um think tank do governo.

Valor Econômico

Cemig reverte prejuízo

A Cemig, estatal mineira de energia elétrica, divulgou lucro de R$ 545 milhões no terceiro trimestre, revertendo prejuízo de R$ 292 milhões no mesmo período de 2019. A empresa também alcançou resultado positivo na receita líquida, que cresceu 4,9%, para R$ 6,37 bilhões. Operacionalmente, a receita foi beneficiada principalmente pelo aumento da receita com a tarifa de uso do sistema de distribuição (Tusd), com encargos cobrados dos consumidores livres sobre a energia distribuída.

Valor Econômico

Telefônica lucra mais

A Telefônica Brasil, dona da Vivo, registrou alta de 25% no lucro do terceiro trimestre, para R$ 1,21 bilhão, ante R$ 965,1 em igual período do ano passado. Por outro lado, entre janeiro e setembro o lucro caiu 6,7% no período. A receita líquida caiu 2,3%, para R$ 10,79 bilhões, no comparativo anual. O custo de vendas cresceu 6,7%, para R$ 5,85 bilhões. Com a alta nos custos, o resultado bruto caiu 11% para R$ 4,93 bilhões, ante R$ 5,55 bilhões em base anual. Os custos operacionais caíram 0,6%, em função da menor atividade comercial, contínua redução de custos comerciais pelas iniciativas de digitalização e automação.

Valor Econômico

Leilões na mira

A Ecorodovias está estudando participar de quatro leilões de rodovias. Três deles são federais: os da BR-153, entre Tocantins e Goiás; da BR-163; e da Rodovia Dutra. Além disso, há interesse na concessão estadual do Rio Grande do Sul, RSC-287, cujo leilão está previsto para dezembro. Grande parte das concorrências previstas para 2020 foram adiadas devido à pandemia, mas a expectativa é que, em 2021, o ritmo seja retomado, afirmou Marcello Guidotti, diretor financeiro do grupo, em teleconferência.

Valor Econômico

Futuro de Viracopos

A Triunfo Participações informou ontem que com o fim da recuperação judicial da Aeroportos Brasil Viracopos, empresa que administra o Aeroporto de Viracopos, em Campinas (no interior de São Paulo), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) confirmou que as condições para relicitação do aeroporto foram cumpridas. A agência, por meio de sua gerência de outorgas de infraestrutura aeroportuária, confirmou o cumprimento da condição suspensiva do aditivo do contrato de concessão do aeroporto, estando a alteração contratual eficaz e apta à produção de todos os seus efeitos a contar do dia 11 de dezembro de 2020.

Valor Econômico

Desequilíbrio estável (2)

Não faz muito tempo fui convidado para falar 60 minutos sobre cotas. Deram-me 30 dias para organizar o que dizer. Não precisava tanto. As cotas fazem parte das minhas preocupações profissionais e acadêmicas desde 2012, quando o governo Dilma criou as de energia elétrica. Lembrei desse episódio ao ter conhecimento das manifestações à Consulta Pública 035/2020, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Só a associação das distribuidoras, principais interessadas, pôs no cesto, que mais parece um cesto de roupas sujas, cinco emblemáticos pareceres jurídicos.

Valor Econômico

Petrobras deixa eólica

A Petrobras assinou na sexta, com o Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia Pirineus (FIP Pirineus), contrato para a venda da totalidade de sua participação de 51% no capital da sociedade Eólica Mangue Seco 2 – Geradora e Comercializadora de Energia Elétrica (Eólica Mangue Seco 2), proprietária de parque de geração de energia eólica. Segundo o documento, o valor da venda é de R$ 32,97 milhões, a ser pago em única parcela no fechamento da transação, sujeito aos ajustes previstos no contrato. A FIP Pirineus tinha direito de preferência garantido em acordo de acionistas.

Valor Econômico

Retomada na Equatorial

A Equatorial Energia continua com a tendência de aumento na energia injetada no sistema durante o quarto trimestre de 2020, disse o diretor financeiro Leonardo Tavares em teleconferência sobre resultados do terceiro trimestre na manhã de ontem. “O Maranhão continua com um ritmo é similar. Em outubro, os estados já apresentaram volumes melhores do que no terceiro trimestre”, afirmou.

Valor Econômico

Petrobras vende polo

A Petrobras iniciou a fase não-vinculante da venda de sua participação no Polo Carmópolis, em Sergipe. Segundo comunicado, o polo é composto por onze concessões de campos de produção terrestres em diversos pontos do Estado, além de infraestrutura de processamento, escoamento, armazenamento e transporte. O polo é composto ainda pelo Polo Atalaia, que inclui o Terminal Aquaviário de Aracaju e o Oleoduto Bonsucesso-Atalaia. A produção média diária do Polo Carmópolis entre os meses de janeiro e outubro foi de aproximadamente 10 mil barris de óleo e 71 mil metros cúbicos de gás.

Valor Econômico

Investimento da Cemig

A Cemig informou em teleconferência para analistas de mercado e investidores que planeja investir neste ano R$ 3,1 bilhões, ante R$ 1,91 bilhão investidos em 2020. Do valor total esperado para este ano, R$ 2,32 bilhões serão aplicados na área de distribuição, R$ 276 milhões em transmissão, R$ 238 milhões em geração e R$ 250 milhões em aquisição. Em 2020, a companhia investiu R$ 109 milhões em geração, R$ 153 milhões em transmissão, R$ 1,38 bilhão em distribuição e R$ 269 milhões em aporte e aquisição (na Cemig SIM e Volta do Rio).

Valor Econômico

Revisão da Equatorial

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou ontem um aumento de tarifas da Equatorial Energia. O reajuste extraordinário foi concedido à distribuidora do grupo no Piauí. A alta média será de 3,48% e será aplicada no dia 2 de dezembro.

Valor Econômico

Eólicas da Honda

A Honda concluiu a ampliação de seu parque eólico localizado em Xangri-Lá (RS). O empreendimento alcançou 31,7 megawatts (MW) de capacidade instalada com a entrada em operação, neste mês, do décimo aerogerador. A Honda é a única montadora a ter um parque eólico próprio no Brasil. Operada pela subsidiária Honda Energy, a usina foi inaugurada em 2014.

Valor Econômico

Assembleia da Gerdau

O conselho de administração da Gerdau aprovou a convocação de assembleia geral extraordinária (AGE) para 18 de dezembro em que os acionistas vão avaliar mudança no objeto social da companhia com a inclusão de “atividades relacionadas à comercialização e importação de gás natural e outras atividades correlatas”. 

Valor Econômico