Podcast Infra para Crescer
Início NOTÍCIAS DO DIA

NOTÍCIAS DO DIA

Serviço de curadoria produzido todas as manhãs no qual é apresentado um resumo das principais notícias sobre infraestrutura publicadas em jornais, agências de notícias e demais veículos de imprensa brasileira, com links para o conteúdo original.

TCU perde prazos para avaliar processos de privatizações, diz estudo

As privatizações não saíram do papel no governo Jair Bolsonaro. Para o governo, um dos culpados desse quadro é o Tribunal de Contas da União (TCU), que estaria demorando mais que o esperado para analisar os projetos de venda de estatais – o que acabaria atrapalhando o processo. Para o TCU, porém, esse é um problema do governo, que enviaria projetos incompletos, prejudicando a análise. Estudo feito pela advogada Ana Carolina Alhadas Valadares aponta que o TCU leva, em média, 216 dias (7 meses) para analisar processos de privatização, quatro meses mais que o previsto em instrução normativa da própria Corte, que estabelece 90 dias (3 meses).

O Estado de S.Paulo

Aneel autoriza reajuste de tarifas de Angra após pressão do governo

No momento em que o governo lança um novo programa de refinanciamento de distribuidoras para evitar aumento de custos para os consumidores, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) concedeu, nesta terça-feira (14), um aumento de 39,8% na energia produzida pelas usinas nucleares de Angra 1 e 2.

Folha de S.Paulo

Senado aprova lei geral das agências reguladoras

A Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional do Senado aprovou a proposta de lei geral das agências reguladoras. O PLS 52, de 2013, não precisará passar por votação do plenário, mas, antes de seguir para a Câmara, voltará à pauta da próxima reunião da comissão para que a decisão seja referendada em turno suplementar.

 

Fonte: Valor Econômico

Protagonista nas concessões, Triunfo tenta renegociar dívidas e ganhar fôlego

Empresa de infraestrutura ficou conhecida por lances ousados nos leilões e por arrematar ativos bilionários, como Viracopos. Agora, endividada, tem dificuldades para honrar débitos com vencimento próximo e considera novos empréstimos e venda de ativos.

 

Fonte: O Estado de S. Paulo

Gerdau prepara novo investimento de R$ 5 bi em MG

O grupo siderúrgico Gerdau está discutindo internamente um novo pacote de investimentos de R$ 5 bilhões em Minas Gerais, afirmou o presidente-executivo da companhia, Gustavo Werneck, nesta quarta-feira (3). “Não vai fugir muito daquilo em que temos investido nos últimos anos”, disse Werneck em conferência com jornalistas sobre os resultados da empresa no primeiro trimestre. Segundo ele, o prazo do investimento seria até 2030. O pacote anterior de investimentos em Minas Gerais, que concentra importantes operações da Gerdau, foi anunciado em 2019 no valor também de R$ 5 bilhões e já teve boa parte realizado, disse o executivo.

Folha de S.Paulo

BNDES recalibra socorro às grandes na pandemia

Diante do que considera ter sido uma resposta eficaz do setor bancário e do mercado de capitais, o governo redimensionou seus planos de socorro a grandes empresas, por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). “A questão fundamental foi resolvida: elas tiveram acesso a crédito com soluções privadas”, afirma fonte da equipe econômica. De início, quatro setores receberam sinais de um auxílio mais transversal do governo: elétrico, aéreo, automotivo e varejo não alimentício. Nas primeiras semanas de pandemia, a indústria siderúrgica também foi cogitada.

Valor Econômico 

Governo prepara projeto para acelerar concessões e reduzir risco de bancos

O governo vai enviar ao Congresso nas próximas semanas um projeto de lei que cria um processo acelerado para concessões. As mudanças estarão no novo marco legal do “project finance”, financiamento que permite usar receitas futuras do empreendimento como garantia (em vez dos recursos da empresa investidora). O principal ponto do texto é a previsão de um rito rápido (“fast track”) para concessões consideradas sem grande complexidade. Estão nessa lista ativos de iluminação pública, aterros sanitários e rodoviárias, por exemplo.

Folha de S. Paulo

5G: Antes do leilão, governo faz mapa de países que restringem a atuação da China no setor de telecom

No momento em que o Brasil se prepara para o leilão do 5G, a nova geração de telefonia, e mantém-se a pressão dos Estados Unidos para manter a chinesa Huawei fora da nova infraestrutura por aqui, o governo fez um levantamento que mapeou nações que têm reservas com a China em várias áreas, inclusive na tecnológica. O documento elaborado pelo Itamaraty, ao qual O GLOBO teve acesso, serve para as análises do governo sobre que passos dar nessa delicada disputa entre seus dois maiores parceiros comerciais.

O Globo

Conselheiros da Petrobras temem ação por abuso de poder

A possibilidade de investidores moverem uma ação coletiva contra a Petrobras em função de abuso de poder do controlador da empresa –ou seja, do governo, sob comando de Jair Bolsonaro (PL)– já assusta integrantes da cúpula da estatal. Em mensagens trocadas em grupos de WhatsApp, alguns deles afirmam que uma debandada na atual diretoria e no conselho da companhia não está descartada, caso não seja possível, como se planeja, barrar as pretensões do governo de alterar a política de reajustes de preços da estatal.

Folha de S.Paulo

Concessões, PIL e EPL migram para Moreira Franco

Moreira Franco, que assumirá a secretaria-executiva do programa Crescer no governo de Michel Temer, explicou que concessões já aprovadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) — como as de quatro aeroportos (Fortaleza, Salvador, Porto Alegre e Florianópolis) e de portos — vão migrar para o Crescer, bem como os trechos de rodovia e ferrovias do Programa de Investimentos em Logística (PIL), última ação coordenada de concessões lançado pelo PT, que também deixará de existir. A Empresa de Planejamento e Logística (EPL), ligada à pasta dos Transportes, vai migrar para a área de Moreira.

 

Fonte: O Globo (trecho de reportagem)
 

Concorrência e outorga são desafios em Viracopos

A concessionária Aeroportos Brasil Viracopos concentra no aprimoramento da logística e nas melhorias das áreas de recebimento e armazenamento de mercadorias seus esforços para garantir as receitas do terminal de cargas – que estão em queda com a conjuntura econômica desfavorável. Desde 2012, foram feitos investimentos em sistemas de monitoramento e cronometragem, ampliação e cobertura de armazéns, aquisição de empilhadeiras com maior capacidade, construção de área especial para cargas de alto valor, reforço do complexo frigorífico, entre outros ajustes.

 

Fonte: Valor Econômico

Senado aprova criação de fundo destinado a financiar estudos técnicos para PPPs

Em uma sessão tumultuada, o Senado aprovou nesta quarta-feira (22) a medida provisória que cria um fundo para financiar a elaboração de estudos técnicos a fim de viabilizar concessões e parcerias público-privadas (PPPs) nos estados, Distrito Federal e municípios.

 Fonte: G1

Ibama vê risco diplomático em exploração no Norte

O Ministério do Meio Ambiente pedirá a interlocução do Itamaraty com os governos da Guiana Francesa, Suriname, Guiana e Venezuela e arquipélagos do Caribe quanto aos planos da empresa francesa Total de explorar petróleo na foz do rio Amazonas. Os estudos de licenciamento ambiental rejeitados pelo Ibama na segunda-feira indicam “potenciais riscos transfronteiriços” na atividade no caso de vazamento.

Fonte: Valor Econômico

Programa de concessões pode gerar 125 mil vagas

Os investimentos em infraestrutura são fundamentais não só para garantir maior crescimento à economia brasileira no longo prazo, mas também podem ajudar na
reação já em curso da atividade. Segundo levantamento da consultoria The Boston Consulting Group (BCG) divulgado com exclusividade ao Valor, os projetos incluídos atualmente no portfólio de concessões do governo federal têm potencial para criar 124,8 mil empregos, sendo 41,9 mil destes diretos.

Fonte: Valor Econômico

Capacidade de energias renováveis deve chegar ao nível dos combustíveis fósseis em 2024

A capacidade mundial de energia renovável vai superar os 4,5 mil gigawatts (GW) em 2024, alcançando quase o mesmo nível dos combustíveis fósseis. A previsão é da Agência Internacional de Energia (AIE), em um relatório divulgado nesta quinta-feira (1º). Em 2022, a capacidade mundial renovável cresceu 330 GW e deve chegar ao recorde de 440 GW em 2023, graças às preocupações com a segurança energética resultantes da invasão da Ucrânia pela Rússia e os esforços para atingir as metas de redução de emissões de carbono na atmosfera.

Valor Econômico