Podcast Infra para Crescer
Início NOTÍCIAS DO DIA

NOTÍCIAS DO DIA

Serviço de curadoria produzido todas as manhãs no qual é apresentado um resumo das principais notícias sobre infraestrutura publicadas em jornais, agências de notícias e demais veículos de imprensa brasileira, com links para o conteúdo original.

Artigo- A emenda saiu pior que o soneto no projeto de privatização da Eletrobras

Os consumidores precisam contar com o fornecimento perene de energia elétrica e a preço justo. Isso requer ambiente competitivo entre as empresas do setor elétrico; regulação adequada para estimular o investimento e para proteger o consumidor de abusos; e planejamento para garantir fontes de energia alternativa, adequadas a cada região do País, conforme as suas vantagens naturais.

ZEINA LATIF

O Globo

MG faz hoje leilão do Rodoanel de BH; lote Sul de Minas segue suspenso

O governo de Minas Gerais realiza, nesta sexta-feira (12), a licitação da Parceria Público Privada (PPP) do Rodoanel de Belo Horizonte. Estão na disputa dois grupos: a China Railway Construction Corporation (CRCC) e o grupo italiano INC, empresa controlada pela família Dogliani e que busca estrear no mercado brasileiro. Já o leilão do Lote Sul de Minas, que inicialmente também seria realizada hoje, segue suspenso por liminar judicial.

Valor Econômico

Produção nas áreas do pré-sal deverá render à União R$ 600 bi em 30 anos

A arrecadação futura do governo com a produção nas seis áreas do pré-sal leiloadas na semana passada alcançará cerca de R$ 600 bilhões, ao longo de 30 anos após o início de produção nesses campos, de acordo com estimativas da ANP. A cifra é 50% superior à projeção inicial da autarquia. A arrecadação futura inclui a parcela de petróleo que cabe à União, o pagamento de royalties e de Imposto de Renda, entre outros tributos.

Fonte: Valor Econômico

Representantes do mercado de seguros propõem ajustes na nova Lei de Licitações

Representantes do mercado segurador defenderam nesta terça-feira (3) ajustes no projeto de lei que moderniza a Lei de Licitações e Contratos (Lei 8.666/93) e amplia o nível de cobertura do seguro para obras públicas. O assunto foi debatido na comissão especial que analisa o PL 1292/95 e apensados. O foco da discussão foi o PL 6814/17, do Senado, um dos que tramita em conjunto. Entre as sugestões apresentadas ao relator do projeto, deputado João Arruda (PMDB-PR), está a retirada dos dispositivos que obrigam as seguradoras que prestam seguro-garantia em obras públicas a fiscalizar a execução dos contratos e realizar auditoria técnica e contábil. O setor propõe que as seguradoras apenas acompanhem o andamento dos contratos e tenham acesso às auditorias que forem realizadas. A alegação é de que as seguradoras não possuem experiência nestas atividades.

Agência Câmara de Notícias

Preferidos de Bolsonaro para conselho e presidência da Petrobras são ligados a empresário do gás

Foi com um certo alívio que executivos de setor de energia, óleo e gás receberam a decisão de Rodolfo Landim de recursar o convite para ocupar a presidência do conselho de administração da Petrobras. Agora, o suspense recai sobre o destino do consultor Adriano Pires, indicado para substituir o general Joaquim Silva e Luna na presidência da Petrobras. Apesar de o mercado financeiro ter comemorado as duas indicações do governo em nova dança das cadeiras na estatal, entre os especialistas da área de energia, Landim e Pires formariam na Petrobras uma dupla considerada constrangedora, pois ambos são próximos ao empresário baiano Carlos Suarez, que tem fortes interesses no setor de gás.

Folha de S.Paulo

 

Após leilão bem-sucedido em aeroportos, governo testa interesse de investidor por ferrovias

Após um leilão com arrecadação bilionária em aeroportos, o governo federal promove na tarde de hoje um certame no setor de ferrovias, que historicamente enfrenta problemas e baixos níveis de investimentos. O evento será um importante teste em relação à atratividade do setor no País. Promovido pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o leilão irá oferecer à iniciativa privada um trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), entre as cidades de Ilhéus e Caetité, na Bahia, de 537 quilômetros de extensão. O contrato será de 35 anos.

O Estado de S.Paulo

Promessa de ganhos com privatização da Eletrobras atrai grandes fundos

Vencida o que se pode chamar de fase mais política, a privatização da Eletrobras chega definitivamente ao mercado de capitais. A operação foi aprovada nesta quarta-feira (18) no TCU (Tribunal de Contas da União) por 7 votos a 1. O resultado do julgamento é uma vitória do ministro Paulo Guedes (Economia), que agora tem caminho aberto para executar a privatização de uma empresa inteira antes do fim do mandato de Jair Bolsonaro (PL). O desafio agora é fazer a operação mesmo com as condições adversas no mercado.

Folha de S.Paulo

Plano para tele está pronto e foi discutido com Anatel

A recuperação da operadora Oi após a reestruturação da dívida de R$ 65 bilhões vai exigir uns cinco anos de trabalho duro. O cálculo faz parte do plano elaborado pelo grupo do magnata egípcio Naguib Sawiris, associado ao assessor financeiro Moelis & Company e a agências de exportação. O plano que será apresentado à Oi nos próximos dias já foi discutido com o governo, a Anatel, acionistas e credores.

Fonte: Valor Econômico

Sexta rodada de aeroportos foi adaptada aos efeitos da pandemia, diz secretário

A decisão de não postergar a sexta rodada de concessão de 22 aeroportos por causa do coronavírus deve colocar no próximo leilão um novo perfil de interesse. Diferentemente das últimas rodadas, que consolidaram a presença de gigantes da administração aeroportuária na Europa, como Zurich e Fraport, agora são esperados os grandes fundos. Os documentos para a composição do edital da sexta rodada que foram enviados ao TCU (Tribunal de Contas da União) neste mês trouxeram uma adaptação, já considerando que os operadores ficaram enfraquecidos pela pandemia e devem ter dificuldade em disputar, segundo Ronei Glanzmann, chefe da SAC (Secretaria Nacional de Aviação Civil).

Folha de S. Paulo

Ministro minimiza mudanças de indicados para Conselho da Petrobras: ‘especulação’

O ministro da Secretaria de Comunicação Social, Paulo Pimenta, minimizou nesta quinta-feira o desconforto do presidente Lula e do presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, devido às indicações para o Conselho de Administração da estatal feitas pelo ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira. Pimenta afirmou que o colega de Esplanada tem “total respaldo” do presidente e que todas as indicações foram um “consenso” entre Jean Paul Prates, Silveira e o ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa, braço direito de Lula.

O Globo

Josué previu que defesa da democracia lhe renderia pedido de impeachment na Fiesp

No dia 11 de agosto do ano passado, enquanto participava do ato pela democracia na Faculdade de Direito da USP, o presidente da Fiesp, Josué Gomes da Silva, já previa que seria alvo de pressão para ser destituído do posto. Em junho, Josué recebeu, na sede da Fiesp, nomes como Arminio Fraga, Neca Setubal e Oscar Vilhena, diretor da FGV Direito SP, que foram convidá-lo para participar do movimento, com a intenção de atrair o empresariado para a criação de uma frente ampla de defesa da democracia diante da escalada de ameaças às instituições promovidas pelo então presidente Jair Bolsonaro.

Folha de S.Paulo

A privatização de uma estatal precisa ir além da geração de recursos de curto prazo

Nos primeiros dias como ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida disse que gostaria de privatizar a Petrobras. A privatização da empresa vai na contramão do discurso intervencionista, e pouco republicano, do presidente Jair Bolsonaro. Bolsonaro já trocou o presidente da empresa duas vezes. As duas mudanças ocorreram em meio à escalada de preços de combustíveis. Em maio do ano passado, Bolsonaro disse para apoiadores na frente do Palácio da Alvorada que “é para interferir mesmo” na companhia. 

O Estado de S.Paulo

Setor aéreo tem novo tombo na B3, corta oferta e espera pacote de ajuda

Num dia de aprofundamento da crise provocada pela pandemia de coronavírus, as companhias aéreas tiveram novas perdas expressivas na bolsa. Azul e Gol registraram desvalorização de mais de 30% – juntas perderam cerca de R$ 5 bilhões em valor de mercado na B3. As companhias estão revendo a oferta de voos, numa resposta às restrições às viagens, impostas por autoridades governamentais ou decididas por empresas e passageiros, diante do avanço da covid-19. O setor aguarda agora um pacote de ajuda do governo para mitigar parte dos prejuízos.

Valor Econômico

Chefe da ANTT é acusado de apoiar ‘barões do ônibus’

A crise interna na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) ganhou mais um capítulo nesta semana, após o racha no órgão ser exposto com a votação envolvendo as novas regras para o transporte rodoviário de passageiros. Servidores da agência acusaram o diretor-geral da ANTT, Rafael Vitale, de apoiar empresas de ônibus interessadas em afastar a competição do setor. Conforme esses servidores, Vitale atuaria para barrar um novo marco regulatório do transporte rodoviário de passageiros.

O Estado de S.Paulo

Cerberus e Elliott vão disputar controle da Oi

O controle da Oi será alvo de uma disputa entre dois grandes fundos americanos que investem em companhias com dificuldades financeira. Ambos administram ativos e recursos num total aproximado de US$ 30 bilhões e querem aplicar dinheiro novo na tele. O Cerberus Capital Management, que no Brasil é representado pela RK Partners, deu a largada nos trabalhos com a tele na segunda-feira passada. entro do próximos dez dias, o Elliott, que já fez sua diligência, levará uma nova oferta ao conselho, após a primeira não ter despertado interessado.

 

Fonte: Valor Econômico