Podcast Infra para Crescer
Início NOTÍCIAS DO DIA

NOTÍCIAS DO DIA

Serviço de curadoria produzido todas as manhãs no qual é apresentado um resumo das principais notícias sobre infraestrutura publicadas em jornais, agências de notícias e demais veículos de imprensa brasileira, com links para o conteúdo original.

Após leniência, AG quer contrato com Petrobras

A Andrade Gutierrez espera voltar a fazer contratos com a Petrobras depois de ter colaborado com o Ministério Público Federal nas investigações da Operação Lava­Jato e de ter se comprometido a pagar R$ 1 bilhão, em 12 anos, no acordo de leniência fechado neste mês. “A empresa não pode ser punida para sempre”, disse aoValor Ricardo Sena, presidente da AG S.A., a holding do grupo. Na Petrobras, a AG foi alvo de medida cautelar de bloqueio, em 2014, que a impede de realizar novos negócios com a estatal.

 

Fonte: Valor Econômico

Andrade Gutierrez busca mudança depois da Lava-Jato

Hoje, quando na avaliação da AG o pior da crise passou, o grupo busca olhar para frente. Aposta colher resultados de mudanças internas que incluem uma gestão mais profissional, um processo de transição que deve culminar em 2019 com a indicação de um novo presidente para a holding, a AG S.A., e também em investimentos em outras áreas de negócios.

 

Fonte: Valor Econômico

Governo Temer precisa fazer pequenos ajustes em projetos de infraestrutura

Especialistas na área de infraestrutura avaliam que o governo do presidente em exercício Michel Temer precisa fazer apenas “ajustes-finos” nos projetos que estavam sendo maturados pela equipe anterior para que as concessões, de fato, deslanchem nestes dois anos.

 

Fonte: O Estado de S. Paulo

Primeiro trem percorre trajeto da Linha 4 do metrô

Com a conclusão da instalação de trilhos da Linha 4 do metrô, entre a Barra da Tijuca e Ipanema, a passagem da primeira composição foi feita neste domingo no chamado eixo olímpico. Na viagem entre as estações General Osório, em Ipanema, e Jardim Oceânico, na Barra, passando pela ponte estaiada, estavam abordo o secretário estadual de Transportes, Rodrigo Vieira; a presidente da RioTrilhos, Tatiana Carius; o diretor do Metrô Barra, Pedro Augusto Cardoso; e o presidente da concessionária Rio Barra, Maurício Rizzo.

 

Fonte: O Globo

Saneamento sofre atrasos em cidades com mais de 500 mil habitantes

Outra interrogação é como fica o andamento dos empreendimentos do PAC — com ou sem participação privada — que estejam atrasados ou paralisados. Uma das áreas com atraso mais significativo é o saneamento, sobretudo o esgotamento. Novamente, são obras do PAC que envolvem as prefeituras, pois o titular do serviço é a prefeitura, que pode concedê-lo para o estado ou para uma empresa.

 

Fonte: O Globo

Crise ameaça obras do PAC pelo Brasil

A crise econômica, que já vinha afetando a execução do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), ameaça paralisar pelo menos 14,3 mil obras que dependem apenas de verbas públicas.  Sem dinheiro, o governo Temer já decidiu priorizar obras que têm participação privada, através do programa Crescer.

 

Fonte: O Globo

Governo oferecerá 100 concessões de infraestrutura

O governo conta com um levantamento de cem novas concessões para serem realizadas nos próximos dois anos. Pelos cálculos das agências reguladoras, a transferência de rodovias, portos, aeroportos e ferrovias à iniciativa privada deve render investimentos de R$ 110,4 bilhões. 

 

Fonte: O Estado de S. Paulo

Governo Temer precisa fazer apenas pequenos ajustes

Especialistas na área de infraestrutura avaliam que o governo do presidente em exercício Michel Temer precisa fazer apenas “ajustes finos” nos projetos que estavam sendo maturados pela equipe anterior para que as concessões, de fato, deslanchem nestes dois anos.

 

Fonte: O Estado de S. Paulo

Concessões podem render R$ 110,4 bi

O governo do presidente em exercício Michel Temer tem em mãos um levantamento preliminar de uma centena de novas concessões e 40 renovações de contratos da área de transportes que estão maturados para serem deslanchados nos próximos dois anos, caso o afastamento definitivo de Dilma Rousseff seja aprovado pelo Senado. O panorama feito pelas agências reguladoras aponta investimentos da ordem de R$ 110,4 bilhões em aeroportos, rodovias, portos e ferrovias.

 

Fonte: O Estado de S. Paulo

Mercado de capitais responde por 3,8% dos financiamentos

O volume de dívida levantada para financiar projetos de longo prazo atingiu R$ 17,7 bilhões em 2015, crescimento de 111% na comparação com o ano imediatamente anterior. Do total financiado, apenas 3,8% vêm do mercado de capitais, de acordo com estudo divulgado pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

 

Fonte: Valor Econômico

Empresas vêm crédito em dólar como opção

Grupos de infraestrutura de transporte avaliam que há oportunidades para além das debêntures incentivadas de infraestrutura ­ estimulada no ano passado pela presidente afastada Dilma Rousseff para financiar os próximos leilões. Uma delas é buscar recursos em moeda estrangeira, uma medida ainda controversa no setor.

 

Fonte: Valor Econômico

Monteiro vai permanecer no cargo de diretor financeiro

O diretor financeiro da Petrobras, Ivan Monteiro, permanecerá no cargo com a chegada de Pedro Parente à presidência da estatal. Parente já havia sinalizado que gostaria de mantê-­lo no posto, mas Monteiro resistia a ficar na equipe por lealdade ao ainda presidente da estatal, Aldemir Bendine, muito ligado ao PT, e de quem foi braço direito desde a saída de Graça Foster.

 

Fonte: Valor Econômico

Conselho da Petrobras vai referendar Pedro Parente

O conselho de administração da Petrobras reúne-­se hoje para apreciar a indicação de Pedro Parente para a presidência da companhia. Se receber o aval dos conselheiros, o ex­-ministro da Casa Civil e do Planejamento no governo Fernando Henrique Cardoso assume o comando da petroleira com uma série de desafios pela frente e com a missão de intensificar a reestruturação da empresa.

 

Fonte: Valor Econômico

CVM vê evolução em rito de indicação à estatal

O comportamento da Petrobras e de Pedro Parente, oficialmente indicado à presidência da estatal na quinta-­feira, levaram a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) a avaliar que houve evolução em relação ao passado da petroleira.

 

Fonte: Valor Econômico

Governo apoia fim da exclusividade da Petrobras no pré-sal

O ministro-­chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, informa que o governo Michel Temer apoiará o projeto aprovado no Senado Federal que flexibiliza a exigência de ter a Petrobras como operadora única e obrigatória do pré-­sal.

 

Fonte: Valor Econômico