Início NOTÍCIAS DO DIA

NOTÍCIAS DO DIA

Serviço de curadoria produzido todas as manhãs no qual é apresentado um resumo das principais notícias sobre infraestrutura publicadas em jornais, agências de notícias e demais veículos de imprensa brasileira, com links para o conteúdo original.

Estímulo ao setor de óleo e gás deve gerar investimentos de US$ 78,7 bi

Na segunda-­feira, a Fazenda divulgará um estudo em que estima o impacto econômico das medidas de estímulo anunciadas anteontem para a indústria de petróleo e gás. Os cálculos indicam que a prorrogação dos contratos de concessão da Rodada Zero e a unitização de campos no pré-­sal devem gerar investimentos de US$ 78,7 bilhões -­ o equivalente a mais de R$ 300 bilhões -­ com maior concentração nos próximos dez anos. Projeta­-se ganho de 0,4 ponto percentual ao ano para o PIB nesse período.

 

Fonte: Valor Econômico (trecho de reportagem)

Fazenda defende agenda regulatória para dar novo fôlego a investimento

As últimas medidas do governo na área regulatória, como os incentivos à indústria do petróleo e o aumento do limite de capital estrangeiro nas empresas aéreas, fazem parte de um conjunto de iniciativas para remover barreiras aos investimentos e dar sustentabilidade ao crescimento. A avaliação é do secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Manoel Pires, que sinaliza: uma das próximas ações é a reforma do marco regulatório das telecomunicações.

 

Fonte: Valor Econômico

Ainda indefinido plano para novas usinas nucleares no país

De acordo com dados da Associação Mundial Nuclear (WNA, na sigla em inglês), 440 reatores estão em operação, 65 novos reatores nucleares estão atualmente em construção, e outros 510 em projeto, em todo o mundo. No Brasil, porém, o governo ainda não definiu os próximos projetos. A única usina nuclear em construção, Angra 3, está com as obras paradas desde setembro do ano passado, por falta de pagamentos e investigação de irregularidades. A obra está prevista para ser concluída em 2021.

 

Fonte: Valor Econômico

Ações da OAS na Invepar devem ir para credores

É improvável que o leilão da participação de 24,4% do grupo OAS ­ em recuperação judicial ­ no capital da holding de infraestrutura Invepar, marcado para a próxima segunda-­feira, receba oferta de algum investidor.

 

Fonte: Valor Econômico

Anac propõe liberar cobrança por despacho de bagagem em voos

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) divulgou ontem um conjunto de medidas para reduzir os custos das empresas aéreas, ampliar os direitos dos passageiros e incentivar a concorrência no setor. Uma das principais ações envolve mudanças graduais nas franquias de bagagem para voos domésticos e internacionais.

 

Fonte: Valor Econômico

Carteiras de debêntures isentas batem fundos de crédito privado

Os fundos de debêntures de infraestrutura vêm apresentando rendimentos superiores às carteiras de crédito, que também investem em títulos privados, aponta levantamento realizado pela Luz Soluções Financeiras.

 

Fonte: Valor Econômico

Telefónica lança cabo submarino Brasil-EUA

A Telefónica da Espanha anunciou o lançamento do novo cabo submarino Brasil-­USA, ou SAM­2, de quase 11 mil quilômetros, que vai conectar o Rio de Janeiro e Fortaleza a San Juan de Puerto Rico e Virginia Beach, nos Estados Unidos.

 

Fonte: Valor Econômico

Sindicato propõe alternativa à venda da Celg D

Três instituições que representam os funcionários da Celgpar, braço do governo goiano que detém 49% das ações da Celg Distribuidora (Celg D), apresentaram à Eletrobras uma alternativa ao plano de privatização da companhia. O principal item prevê aporte de R$ 600 milhões na companhia, sendo parte com recursos de empregados e aposentados, via FGTS e o fundo de previdência dos funcionários da Celg (Eletra) e o restante com financiamento a partir de bancos públicos.

 

Fonte: Valor Econômico

Furnas fez aporte em Santo Antônio sem aval do conselho da Eletrobras

O recente aporte de mais de R$ 150 milhões feito por Furnas na Santo Antônio Energia (SAE), aprovado na última semana, não passou pelo crivo do conselho de administração da Eletrobras. Segundo João Lian, conselheiro da holding, o fato evidencia a necessidade de reestruturação estatutária na companhia para impedir a falta de controle e gestão sobre as mais de 150 sociedades de propósito específicos (SPEs) da estatal elétrica.

 

Fonte: Valor Econômico

Aeroporto de Curitiba é eleito o melhor do país

Mais de 52 mil passageiros foram ouvidos ao longo de 2015 nos 15 maiores aeroportos do País, responsáveis por 80% da movimentação nacional do setor, por pesquisa feita pela Secretaria de Aviação Civil (SAC) com passageiros.

 

Fonte: O Estado de S. Paulo

Novo túnel ligará estações na região da Avenida Paulista

A concessionária Via Quatro, que administra a Linha 4-Amarela do Metrô, vai construir mais um túnel
para facilitar a baldeação entre as Estações Paulista, da Linha 4, e Consolação, da Linha 2-Verde do Metrô. A ideia é diminuir o tempo de travessia dos atuais 8 minutos e 20 segundos, em média, para 4 minutos e 40 segundos. A expectativa é de que sejam feitos aditivos contratuais.

 

Fonte: O Estado de S. Paulo

Resolução do CNPE promove quatro medidas para óleo e gás

Uma autoriza a ANP a prorrogar contratos de concessão firmados na Rodada Zero, em 1998, logo após a quebra do monopólio. Esses contratos expiram em 2025 e poderão ser renovados. Outra concede seis meses para retomar produção em campos inativos, sob risco de extinção da concessão. A terceira prorroga o Repetro, regime aduaneiro para bens destinados à atividade petrolífera, que terminaria em 2019. No último ponto, estabelece 180 dias para fazer os estudos necessários para áreas unitizáveis.

 

Fonte: Valor Econômico (trecho de reportagem)

ANP cogita leilão de duas áreas unitizáveis

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) identificou, em um pente­fino realizado no setor, “mais de uma dezena” de áreas unitizáveis no país ­ reservas de petróleo adjacentes a blocos exploratórios já licitados. A diretorageral, Magda Chambriard, afirmou ontem que duas destas áreas são passíveis de licitação por conta do tamanho das reservas.

 

Fonte: Valor Econômico

Pacote tenta levar investimentos ao setor de óleo e gás

O governo liberou ontem o aguardado pacote de medidas de estímulo à indústria petrolífera. Uma resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), assinada pelo ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, promete destravar investimentos estimados pelo governo em US$ 120 bilhões no longo prazo.

 

Fonte: Valor Econômico

MP 714 também autoriza Infraero a criar subsidiárias

Uma delas será a Infraero Serviços, sociedade para cuidar de aeroportos regionais e na qual a alemã Fraport terá 49% de participação. O acordo de acionistas está em fase de elaboração. Outra subsidiária, a Infraero Participações, ficará com as ações da estatal nas sociedades formadas para explorar os aeroportos que foram privatizados. Ela ficou com 49% nas concessionárias responsáveis por Guarulhos, Brasília, Viracopos, Galeão e Confins.

 

Fonte: Valor Econômico (trecho de reportagem)