Início NOTÍCIAS DO DIA

NOTÍCIAS DO DIA

Serviço de curadoria produzido todas as manhãs no qual é apresentado um resumo das principais notícias sobre infraestrutura publicadas em jornais, agências de notícias e demais veículos de imprensa brasileira, com links para o conteúdo original.

Eletrobrás terá de devolver R$ 7 bi a fundo

Uma fiscalização feita pela Aneel apontou que, entre 1998 e 2011, a Eletrobrás teria se apropriado de R$ 1,924 bilhão. Esse dinheiro foi pago por empresas pela amortização dos financiamentos, mas a companhia nunca transferiu os valores para o fundo. Além disso, a estatal também ficou com R$ 113,5 milhões em encargos, juros, multas e comissões de reserva de crédito decorrentes dessas operações.

 

Fonte: O Estado de S. Paulo

OBNDESterá de avaliar o crédito à infraestrutura

O banco também poderá facilitar o acesso ao mercado de capitais, oferecendo garantias em emissões de debêntures. O mais importante é que o acesso aos recursos pelos tomadores não dependa de enormes subsídios, incompatíveis com os orçamentos públicos.

 

Fonte: O Estado de S. Paulo

Secretaria de Meio Ambiente nega licença à Samarco

A mineradora Samarco terá de rever seus planos para a retomada das operações de sua mina de ferro em Mariana (MG). A empresa queria usar duas cavas já existentes na região como depósitos de rejeitos de minério. Mas a Secretaria de Meio Ambiente de Minas Gerais rejeitou seu pedido para usar uma das cavas, por considerá-­la inadequada para esse fim.

 

Fonte: Valor Econômico

Vale prevê até US$ 10 bi na venda de ativos estratégicos

A Vale enxerga potencial para obter cerca de US$ 10 bilhões até 2017 com negociações de ativos considerados “core business”, ou seja, da atividade principal da companhia, visando reduzir a dívida líquida.

 

Fonte: Valor Econômico

Dívida alimenta dúvidas sobre capitalização

A dívida da Petrobras, que em dezembro chegou perto de R$ 800 bilhões, vem suscitando desde 2014 dúvidas sobre a capacidade de pagamento da empresa e a necessidade de uma nova injeção de capital da União. Houve uma há seis anos, quando a estatal pagou ao governo R$ 74,8 bilhões para ter o direito de produzir 5 bilhões de barris de petróleo. O tema ganhou força na semana passada, quando o ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga disse, em uma entrevista, que a Petrobras precisa de uma capitalização entre R$ 50 bilhões e R$ 100 bilhões.

 

Fonte: Valor Econômico

Temor de ingerência política volta a assombrar a Petrobras

A diretoria da Petrobras ainda não foi procurada pela equipe de Michel Temer, mas há um temor crescente, dentro e fora da companhia, da volta de um político ao comando da estatal. Segundo fontes, o presidente Aldemir Bendine garante que não foi procurado e tem dito que não vai procurar ninguém. Avalia que qualquer tipo de transição vai ocorrer no momento devido.

 

Fonte: Valor Econômico

Balanço da estatal pode surpreender mercado

A Eletrobras divulga hoje à noite os resultados do primeiro trimestre do ano, que devem, mais uma vez, ser marcados por fatores extraordinários. Enquanto há a expectativa de novas provisões relacionadas à contratos, a companhia pode contabilizar os valores incontroversos das indenizações a que tem direito no segmento de transmissão, tornando difícil prever os resultados.

 

Fonte: Valor Econômico

Aneel encerra disputa de mais de 15 anos com Eletrobras sobre RGR

A Aneel resolveu ontem pôr fim à disputa com a Eletrobras, que se arrastava há mais de 15 anos, sobre uso de recursos da Reserva Global de Reversão (RGR). A diretoria da agência determinou que a estatal, responsável pela gestão de fundos do setor, devolva valores da ordem de R$ 7 bilhões. O montante histórico devido pela Eletrobras é de R$ 2 bilhões apurados em operações financeiras realizadas entre 1998 e 2011. A Eletrobras somente poderá contestar a decisão da agência reguladora na Justiça.

 

Fonte: Valor Econômico

País não tem mercado de juro para projeto de longo prazo, diz BNDES

Há nove anos na presidência do BNDES, o economista Luciano Coutinho pode se despedir da instituição ainda esta semana, caso seja confirmada a abertura, pelo Senado, do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Em seus prováveis últimos dias no cargo, Coutinho disse que o tamanho e a função do BNDES vão depender muito da evolução do cenário brasileiro.

 

Fonte: Valor Econômico

Problemas da energia elétrica estão longe do fim

Propaganda veiculada pelo governo neste mês informando que a conta de energia elétrica ficará mais barata preocupa os especialistas do setor. O texto garante que a tarifa diminuiu em consequência da racionalização do uso pelos consumidores, do aumento da produção de energia garantido por medidas tomadas pelo governo e porque “São Pedro fez sua parte” e foi mais generoso com as chuvas.

 

Fonte: Valor Econômico

Tráfego cai, mas lucro da CCR tem alta de 24%

A CCR mantém o interesse em novas concessões, enquanto seus investimentos recentes começam a entrar em operação e ajudam a compensar os efeitos negativos da redução do tráfego consolidado.

 

Fonte: Valor Econômico

Temer quer blindar agências de interferência política

O vice-presidente Michel Temer já discute medidas a serem adotadas. Uma delas é a mudança da legislação das agências reguladoras. Temer quer recuperar o papel das agências reguladoras, esvaziado nos governos do PT, e também blindá-­las de interferência política e do impacto da mudança de governo a cada quatro anos. A questão das agências começará a ser tratada em reuniões previstas já para a próxima semana. 

 

Fonte: Valor Econômico

Petroleiras devem ter aval para operar no pré-sal

Mesmo mantido o monopólio da Petrobras na operação do pré­-sal, as petroleiras privadas deverão ter direito a operar as áreas do pré-­sal da União unitizáveis com suas descobertas, disse uma fonte estatal a par do assunto. Essa possibilidade deve ser incluída na regulamentação que o governo prepara sobre o processo de unitização e que promete destravar investimentos de US$ 24,2 bilhões nos próximos dez anos, de acordo com a Secretaria de Política Econômica.

 

Fonte: Valor Econômico

Fazenda propõe nova legislação para teles

A atual equipe econômica recomendará fortemente o envio de um projeto ao Congresso Nacional para executar essa reforma e tem uma proposta de texto em estágio bastante avançado. O entendimento é que a lei geral do setor, de 1997, não deve ser alterada por medida provisória. Por outro lado, um decreto presidencial é desaconselhado porque não criaria segurança jurídica suficiente às teles.

 

Fonte: Valor Econômico

Plano do governo prevê internet veloz em 70% dos municípios do Brasil

O governo anunciou nesta segunda-feira (9) o programa Brasil Inteligente, que pretende levar a fibra óptica a 70% dos municípios até 2019. Hoje, só metade está coberta por essa infraestrutura. O programa deverá contar recursos do Orçamento da União e de fundos setoriais.

 

 

Fonte: Folha de S. Paulo