Início NOTÍCIAS DO DIA

NOTÍCIAS DO DIA

Um resumo das principais notícias sobre infraestrutura e indústrias de base publicadas em jornais e agências de notícias

TCU vê fraude na renovação de concessão

Em voto que será apresentado hoje na corte, o ministro Walton Alencar – relator do processo que trata da renovação antecipada de contrato da concessionária que atua na estrada Rio-Petrópolis – aponta uma
série de irregularidades cometidas pelo Ministério dos Transportes e pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Ele sugere multas a vários diretores da agência reguladora.

 

Fonte: O Estado de S. Paulo

Venda da Cesp volta de novo ao radar do governo de SP

A privatização do que sobrou da Companhia Energética de São Paulo (Cesp) ­ três hidrelétricas ­ voltou à tona na última semana, mas o governo do Estado de São Paulo deve enfrentar desafios para concluir a operação, como o vencimento próximo das concessões e o potencial efeito das disputas judiciais da companhia.

 

Fonte: Valor Econômico

Fim de partilha

O governo quer mudar as regras de exploração do pré-sal. O regime de partilha, no qual a União se mantém como dona do petróleo, deve ser substituído pelo modelo de concessões, já usado hoje em outras áreas. Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o projeto será levado ao Congresso este ano.

Fonte: O Globo

Distribuição pressiona resultado da EDP no 2º tri

Primeira grande companhia do setor elétrico a divulgar os resultados trimestrais, a EDP Energias do Brasil não decepcionou as previsões do mercado e reportou um balanço pressionado, principalmente, pelo segmento de distribuição de energia. Além da queda na receita da companhia motivada pelo menor consumo, a EDP Energias do Brasil também viu um aumento das despesas operacionais e um crescimento das perdas não técnicas.

 

Fonte: Valor Econômico

Âmbar, da J&F, obtém liminar que obriga Petrobras abastecer térmica

A Âmbar Energia, do grupo J&F Investimentos, conseguiu ontem uma liminar na Justiça do Rio que obriga a Petrobras a restabelecer o fornecimento de gás para sua termelétrica em Cuiabá (MT). A estatal tem 48 horas corridas, a contar da notificação, para cumprir a decisão, sob pena de multa diária de R$ 100 mil. Em nota, a Petrobras disse que “ainda não foi notificada da liminar e, quando o for, avaliará o conteúdo e tomará todas as medidas cabíveis na defesa dos seus interesses”.

Fonte: Valor Econômico

Acionista da Oi tenta barrar assembleia e ações caem 23%

A Oi trabalha para aprovar no dia 19 de dezembro seu plano de reestruturação, cujo desenho chegou à quinta versão desde que o processo de recuperação judicial da operadora foi iniciado, em junho de 2016. Com os ajustes feitos, a proposta agora tem apoio do governo e de um número maior de credores. Com isso, a Oi acredita que terá votos suficientes para referendar o plano em assembleia de credores na semana que vem.

Fonte: O Estado de S. Paulo

Sem caixa, governadores negociam projetos diretamente com asiáticos

Sem dinheiro nos cofres e com dificuldades na prospecção de investimentos privados, governos estaduais estão recorrendo aos chineses como tábua de salvação para reativar suas fragilizadas economias. A lista de projetos em negociação abrange uma megausina siderúrgica no Maranhão, um porto de águas profundas na Bahia, um trem de passageiros no Paraná e até a ressuscitação da refinaria premium do Ceará, que foi abandonada pela Petrobras.

 

Fonte: Valor Econômico

Indicados mais nomes para fiscalizar obras inacabadas

As bancadas dos partidos indicaram ontem mais nomes para a Comissão Especial de Obras Inacabadas. A criação da comissão foi aprovada em 16 de agosto para acompanhar e fiscalizar as obras paralisadas. E aguarda a escolha dos integrantes para começar a funcionar.

 

Fonte: Jornal do Senado

Obra de usina nuclear pode ter empresa estrangeira

O Ministério de Minas e Energia estuda a possibilidade de participação de empresas estrangeiras na construção de futuras usinas nucleares no Brasil. Segundo o órgão, a alternativa será viável se for comprovado o benefício aos consumidores, com preços aderentes ao mercado e respeito à regulação. Além disso, as formas de viabilização da expansão da fonte nuclear estão sendo avaliadas sob diversos aspectos, como econômicos e ambientais.

 

Fonte: Valor Econômico

CCR planeja captar R$ 3,5 bi em oferta

O grupo de concessões de infraestrutura CCR vai se capitalizar por meio de uma oferta de ações com o objetivo de financiar uma nova rodada de investimentos.

Fonte: Valor Econômico

Investimento direto mantém crescimento

Os investimentos diretos no país (IDP) ganharam novo fôlego em agosto, chegando a US$ 5,138 bilhões, mas cerca de um quarto disso são recursos trazidos ao território nacional por filiais no exterior de empresas brasileiras. Ainda assim, os ingressos desses capitais de boa qualidade são mais do que suficientes para cobrir o déficit em conta corrente, que somou apenas US$ 302 milhões no mês passado.

Fonte: Valor Econômico

Vale espera rapidez e ganhos com centro de operação integrada

O Centro de Operações Integradas (COI), inaugurado recentemente e anunciado oficialmente ontem pela Vale na mina de Águas Claras, em Nova Lima (MG), permitirá à mineradora ter mais rapidez para se adaptar às oscilações no mercado de minério de ferro. A estrutura vai possibilitar ajustes mais rápidos na produção e na qualidade dos produtos ferrosos vendidos, de forma a obter ganhos adicionais de margens no mercado à vista da commodity e nos contratos de curto prazo (até um ano).

Fonte: Valor Econômico

Guaranys assume cargo na Casa Civil

O ex­-presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) Marcelo Guaranys assumiu, ontem, a subchefia de Análise e Acompanhamento de Políticas Governamentais, da Casa Civil, em mais uma nomeação dos cargos de segundo e terceiro escalão negociados nos últimos dias no Palácio do Planalto.

 

Fonte: Valor Econômico

Pré-sal poderá ter regime de concessão

A 14ª rodada de licitações da Agência Nacional do Petróleo (ANP), prevista para o segundo semestre, deve incluir seis blocos com potencial de reservas de pré-sal em regime de concessão, afirmou ontem o diretor-geral da ANP, Décio Oddone, em evento realizado em Houston.

 

Fonte: O Globo

Imóveis vão capitalizar infraestrutura, diz secretário da Fazenda

O governo vai usar imóveis da União para capitalizar em R$ 500 milhões o Fundo Garantidor de Infraestrutura, o que deve bancar R$ 5 bilhões em financiamentos de concessões. O secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Dyogo Oliveira, disse que a ideia é “capitalizar o fundo usando imóveis da União sem uso” e oferecer esses recursos como garantia “para riscos que o mercado não pode cobrir”. 

Fonte: Folha de S. Paulo