Podcast Infra para Crescer
Início NOTÍCIAS DO DIA

NOTÍCIAS DO DIA

Serviço de curadoria produzido todas as manhãs no qual é apresentado um resumo das principais notícias sobre infraestrutura publicadas em jornais, agências de notícias e demais veículos de imprensa brasileira, com links para o conteúdo original.

TIM espera fechar parceiro em fibra até o início de 2021

Mesmo com futuros gastos na expansão de sua infraestrutura de fibra óptica e no 5G, a TIM Brasil está longe de projetar um “aumento súbito” em seus investimentos para 2021, disse ontem o diretor financeiro da operadora, Adrian Calaza, em teleconferência com analistas de mercado. Até o início do próximo ano, a companhia espera assinar contrato com seu futuro sócio numa empresa de infraestrutura de fibra óptica a ser criada, o que resultaria numa injeção extra de recursos no negócio.

Valor Econômico

‘Vamos investir R$ 200 bilhões até 2035 com a privatização’, diz presidente da Eletrobras

Um dia depois de o Congresso aprovar a medida provisória (MP) que permite privatizar a Eletrobras, o presidente da estatal, Rodrigo Limp, disse que a capitalização permitirá à empresa dobrar sua capacidade de investimento. Em entrevista ao GLOBO, ele afirmou que a empresa investirá R$ 200 bilhões até 2035, no momento em que o país precisa ampliar sua capacidade de geração por causa da crise hídrica — classificada por Limp como “gravíssima”.

O Globo

Governo acompanha crise da Oi, mas não dará ajuda

O agravamento da situação financeira da operadora Oi está sendo acompanhado com atenção pelo governo, segundo Francisco José Pontes Ibiapina, secretário executivo do Ministério das Comunicações. Ele descartou, no entanto, socorro financeiro à empresa, que encerrou 2015 com uma dívida bruta de R$ 54,9 bilhões.

 

Fonte: O Estado de S. Paulo

Taxa extra cobrada na conta de luz deve subir mais de 60% a partir de julho

O valor cobrado da bandeira vermelha 2, o patamar mais alto desse sistema, deve subir mais de 60%, de acordo com fontes que conhecem o assunto de perto. Como o GLOBO antecipou, Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai aumentar os valores das bandeiras tarifárias, uma taxa extra que é acionada quando o custo da geração de energia sobe, o que está acontecendo neste ano por causa da crise nos reservatórios das hidrelétricas.

O Globo

Crise no setor já causou quase 260 mil demissões desde junho de 2014

Quase 260 mil postos de trabalho já foram perdidos no setor de petróleo e gás em todo o mundo desde o início da queda dos preços da commodity, e há estimativas de que o número passe dos 300 mil. Levantamento feito pela consultoria Graves & Co. aponta que as demissões já atingiram 259.484 trabalhadores. O estudo da Graves & Co. considera as demissões desde junho de 2014 — quando o preço do petróleo começou a cair após superar os US$ 110 — até a última sexta-feira.

 

Fonte: O Globo

 

Reservas de petróleo podem chegar a 5 bilhões de barris

Nos dias que antecedem a disputa, as petroleiras estão debruçadas sobre o potencial dos blocos ofertados. A projeção mais otimista indica que as quatro áreas (Saturno, Titã, Pau Brasil e Sudoeste de Tartaruga Verde) têm reservas recuperáveis de 5 bilhões de barris. O cálculo feito pelo geólogo Pedro Zalan, da Zag Consultoria em Exploração de Petróleo, leva em conta um fator de recuperação de 30%. Na prática, significa o limite do quanto é possível retirar dos reservatórios com as tecnologias usadas hoje. A estimativa da Agência Nacional do Petróleo é mais conservadora e aponta um mínimo de 2,4 bilhões de barris de petróleo.

O Globo

‘Empresa de Valor’, Gerdau busca futuro sustentável

Com a melhor receita líquida de sua história – R$ 82,4 bilhões – e o segundo melhor Ebitda ajustado anual, de R$ 21,5 bilhões, em 2022, o Grupo Gerdau foi eleito Empresa de Valor 2023 entre as líderes setoriais do Valor 1000. O grupo está em sua quinta geração, representada por Claudio e Guilherme, tetranetos do fundador da empresa, Joahann Heinrich Kaspar Gerdau. A tradição familiar não impediu que, em 2018, a empresa inovasse culturalmente para fazer de Gustavo Werneck da Cunha, com extensa carreira no grupo, o primeiro CEO de fora que não tem o sobrenome do fundador. 

Valor Econômico

Governo debate regras da cabotagem

Já foram definidas as linhas gerais da BR do Mar – novo marco legal para incentivo à cabotagem brasileira. Mas é pouco provável que a proposta seja encaminhada ainda neste mês ao Congresso. Dino Batista, diretor do departamento de navegação e hidrovias do Ministério da Infraestrutura, informa que o documento está tramitando como projeto de lei e não mais como medida provisória. Além disso, as diferenças conceituais entre os ministérios da Infraestrutura e da Economia já foram sanadas numa nova modelagem, fruto de acordo entre as duas pastas.

Valor Econômico 

Governo e Porto do Açu tentam destravar ferrovia ligando o RJ ao ES

O presidente Jair Bolsonaro (PL) anuncia nesta segunda-feira (31) mais uma tentativa de destravar uma ligação ferroviária entre o Rio de Janeiro e o Espírito Santo, que permitiria o escoamento de produção agrícola pelo Porto do Açu, projeto elaborado pelo empresário Eike Batista no norte-fluminense. A empresa controladora do porto, a Prumo, pediu autorização para a construção de um ramal ferroviário de 41 quilômetros ligando seus terminais a uma região mais próxima do traçado da EF-118, conhecida como Ferrovia Vitória-Rio.

Folha de S.Paulo

ExxonMobil define novas metas para emissão de CO2

A ExxonMobil ampliou as metas de redução da quantidade de dióxido de carbono liberado com cada barril de petróleo produzido, aplicando-as em todas as suas operações, mas evitou os cortes mais profundos nas emissões endossados por companhias de petróleo concorrentes da Europa. A gigante de energia dos Estados Unidos disse que almeja reduzir a intensidade dos gases de efeito estufa que produz em 20% a 30% até 2030. A meta anterior da Exxon era uma redução de intensidade de 15% a 20% até 2025 para suas operações de produção de petróleo e gás, que segundo ela foi alcançada neste ano.

Valor Econômico

 

MME espera aval do TCU para leilão ainda este mês

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse ontem que o Tribunal de Contas da União (TCU) deve liberar os estudos do megaleilão de petróleo até fim deste mês. O certame, previsto para 6 de novembro, oferecerá às grandes petroleiras o direito de explorar o volume excedente aos 5 bilhões de barris do contrato da cessão onerosa, firmado com a Petrobras em 2010. O edital, publicado na última semana pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), colocará em disputa quatro blocos na bacia de Santos.

Valor Econômico

Governo federal estuda flexibilizar regras para PPPs

O presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Jonas Donizette (PSB), afirmou ontem que o governo federal prometeu flexibilizar as regras para as parcerias público-privadas (PPPs). Segundo Donizette, a proposta tem sido costurada pelo setor da construção civil e deve ser apresentada por meio de medida provisória.

 

Fonte: Valor Econômico

Programa de concessões pode gerar 125 mil vagas

Os investimentos em infraestrutura são fundamentais não só para garantir maior crescimento à economia brasileira no longo prazo, mas também podem ajudar na
reação já em curso da atividade. Segundo levantamento da consultoria The Boston Consulting Group (BCG) divulgado com exclusividade ao Valor, os projetos incluídos atualmente no portfólio de concessões do governo federal têm potencial para criar 124,8 mil empregos, sendo 41,9 mil destes diretos.

Fonte: Valor Econômico

Cade aprova parceria entre Rumo e Caramuru para terminal rodoferroviário

Uma parceria firmada entre as companhias Rumo e Caramuru para a construção de um terminal de transbordo rodoferroviário de cargas, em São Simão (GO), foi aprovada pela Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A Rumo oferece serviços logísticos de transporte ferroviário de cargas em vários locais no Brasil. Já a Caramuru atua nas atividades de commodities, em especial de derivados de soja e milho, de produtos alimentícios para consumo e de insumos para indústrias alimentícias.

Valor Econômico

Bolsonaro: Posição do governo sobre energia solar é ‘tarifa zero’

O presidente Jair Bolsonaro reiterou nesta segunda-feira que não permitirá a taxação de energia solar no país. Em acordo com os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre, e da Câmara, Rodrigo Maia, Bolsonaro também anunciou que deverá ser encaminhada uma votação no Legislativo para garantir taxação zero ao setor. “Está uma comoção nacional sobre taxar energia solar. Resolvi ontem a questão. A decisão é minha. Nenhum ministro, nenhum secretário, ninguém mais fala no assunto”, afirmou. “A nossa posição é tarifa zero.”

Valor Econômico