Cobertura de risco cambial está entre sugestões para modelo de concessões

945

O documento do Ipea propõe medidas para aperfeiçoar o modelo de concessões, com iniciativas como a cobertura de risco cambial, o uso de seguro-garantia e um uso mais disseminado de Parcerias Público-Privadas (PPPs), com tarifa fixa e outorga variável com a demanda. O instituto propõe também criar um programa de apoio financeiro às startups (empresas inovadoras), a ser operado por Banco do Brasil e BNDES, em parceria com o setor privado. Nesse sentido, a ideia é fixar como parâmetros uma rentabilidade estimada de 18% a 25% ao ano, com prazo de 10 a 15 anos para sua maturação.

Valor Econômico