Debêntures de infraestrutura injetarão R$ 150 bi em 3 anos, diz entidade

311

A sanção da lei 14.801 de 2024 pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que criou as debêntures de infraestrutura, deve aumentar o interesse de fundos de pensão e previdência em financiar projetos de infraestrutura. 

Segundo a Abdib (Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base), a nova fonte de captação de recursos para esses empreendimentos pode resultar em uma injeção de cerca de R$ 150 bilhões no setor nos próximos 3 anos. Em entrevista ao Poder360, o presidente da associação, Venilton Tadini, disse que o Brasil deve investir, ao todo, aproximadamente R$ 600 bilhões em projetos de saneamento, transporte, energia elétrica e telecomunicações até 2026 –último ano do mandato de Lula.

PODER 360