Notícias do Dia – 16/01/2024

300

Lula admite rediscutir tarifas de Itaipu, após encontrar presidente do Paraguai

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu hoje rediscutir as tarifas cobradas pela energia de Itaipu, um projeto no qual o Brasil é sócio do Paraguai. Lula fez a declaração após encontro com o presidente paraguaio, Santiago Peña, no Palácio Itamaraty, em meio a um impasse entre os dois países por conta desse tema. Em declaração à imprensa após o encontro, os dois presidentes admitiram que há divergências sobre o tema. Mas se mostraram dispostos a encontrar uma solução, no contexto das negociações para a renovação do tratado de Itaipu, que expirou em agosto do ano passado.

Valor Econômico

 

Orizon mira em biometano para elevar receitas em aterros

A Orizon Valorização de Resíduos planeja ampliar a transforação de seus aterros em ecoparques, uma espécie de hub de transformação de resíduos com centrais de reciclagem, captação de biogás, produção de combustível, planta de fertilizante e um aterro. Este modelo tem algumas linhas de negócios, como destinação correta de resíduos, economia circular e plantas de biogás e biometano. Desde que promoveu o seu IPO, em 2021, a companhia vem desenvolvendo outras aplicações para o lixo recebido, e aponta o gás natural renovável como o principal vetor de crescimento.

Valor Econômico

 

Lula reconhece divergência em tarifa de Itaipu e vai visitar o Paraguai para discutir o impasse

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou nesta segunda-feira que pretende ir ao Paraguai para mais uma rodada de negociações com o presidente paraguaio, Santiago Peña, para tratar do impasse entre Brasil e Paraguai em torno da tarifa cobrada pela energia da usina hidrelétria Itaipu Binacional. Enquanto o Paraguai insiste no aumento da tarifa, o Brasil quer reduzir, ou manter o preço pago pela energia. Após reunião com Peña, Lula reconheceu a divergência e garantiu que “chegará a um consenso” com o governo paraguaio.

O Globo

 

Complexo eólico na Bahia terá maior financiamento da história do BNDES para energia renovável

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai financiar R$ 3,2 bilhões de um novo complexo eólico no centro-norte da Bahia para a Ventos de Santos Antônio Comercializadora de Energia. Os recursos do crédito correspondem a 80% do projeto total e é o maior volume já financiado pelo BNDES para um empreendimento de geração renovável. Batizado como Babilônia Centro, o novo parque eólico será implantado nos municípios de Morro do Chapéu e Várzea Nova, com capacidade instalada de 553,5 megawatts (MW), volume suficiente para abastecer cerca de 1,37 milhão de domicílios a partir de outubro de 2025. 

O Estado de S.Paulo

 

Lula reconhece divergências nas tarifas de Itaipu e quer nova reunião com Paraguai

 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva indicou nesta segunda-feira, 15, que a reunião com o presidente do Paraguai, Santiago Peña, ainda não foi suficiente para superar divergências entre os dois países sobre o uso da energia produzida em Itaipu. Os dois conversaram na sede do Ministério de Relações Exteriores, em Brasília, e depois falaram a jornalistas. Lula indicou que irá à capital paraguaia, Assunção, continuar a negociação. Os dois países precisam chegar a um acordo sobre os valores cobrados pela eletricidade gerada na usina — os paraguaios, que vendem seu excedente para o Brasil, buscam uma forma de aumentar a tarifa ou poder comercializar a energia com outros países ou empresas por valores mais altos.

O Estado de S.Paulo