TADINI PARTICIPA DO VIA VIVA 2023

127

O presidente-executivo da ABDIB, Venilton Tadini, participou na manhã desta quarta-feira, dia 8 de novembro, do Via Viva 2023 — Seminário Socioambiental em Infraestrutura de Transportes, promovido pelo Ministério dos Transportes. Ele foi um dos expositores da mesa redonda que tratou das Certificações e Padrões de Sustentabilidade em Obras de Infraestrutura. O painel foi coordenado pela presidente da Move Infra, Natália Marcassa. 

Em sua apresentação, Tadini ressaltou que um dos aspectos que reforçam o fortalecimento do compromisso já assumido por um grande número de empresas no sentido de melhorar seus padrões de sustentabilidade é o fato de o Novo PAC ter como um dos eixos principais o processo de transição energética. Tadini observa, porém, a existência de lacunas importantes que precisam ser preenchidas para que o país não apenas assuma o protagonismo nesse processo como, também, tire dele as vantagens que permitirão ingressar num novo ciclo de desenvolvimento.
A regulamentação do processo de produção e utilização do Hidrogênio Verde — que vem sendo apontado como o combustível do futuro —, por exemplo, já deveria ter sido pensada e proposta pelo governo. Isso permitiria que as empresas interessadas em explorar o potencial extraordinário oferecido pelo Brasil nesse campo tivessem noção do norte para o qual deveriam direcionar seu esforço. “Precisamos nos preocupar com o processo produtivo da indústria que transformará em vantagens competitiva as vantagens comparativas que o Brasil oferece para a produção do hidrogênio verde”, disse ele.
Não basta, por exemplo, que o país tenha um enorme potencial para geração de energia eólica. É preciso que ele, também, tenha indústrias capazes de produzir as torres, as pás e os equipamentos que transformarão o vento em energia. Segundo Tadini, o Estado e a iniciativa privada precisam andar juntos nesse processo.
Além de Tadini, participaram da mesa redonda a especialista Sênior Socioambiental da International Finance Corporation (IFC), Cristina Catunda; a especialista Líder de Transportes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Ana Beatriz Figueiredo; e o assessor técnico da Infra S.A., Gustavo de Oliveira Lopes.