Petróleo fecha setembro a US$ 92 e pressiona Petrobras a reajustar diesel

175

A Petrobras deve ficar mais pressionada a reajustar os preços do diesel em outubro com o cenário de alta do combustível e do petróleo se consolidando. Especialistas dão conta de que eventos que ocorreram em setembro, como as restrições da Rússia para exportações e a redução da produção dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados (Opep+), devem ter efeitos consolidados no mês que se inicia. Os efeitos ficam mais fortes sobre o diesel do que sobre a gasolina, e temores de desabastecimento voltam a aparecer no radar.

Valor Econômico