Marco impulsionou saneamento, diz estudo

353

A implementação do marco legal do saneamento, aprovado em 2020 – e com alterações em discussão no Congresso -, caminha devagar, mas já impactou o setor. Em três anos, pelo menos 18 projetos de concessões ou parcerias público-privadas (PPPs) em 11 Estados foram aprovados, com investimentos de R$ 67,8 bilhões. Concluídos, vão alcançar 31,5 milhões de pessoas. Os dados são da segunda edição do estudo “Avanços do Novo Marco Legal do Saneamento Básico no Brasil”, produzido pelo Instituto Trata Brasil com a consultoria GO Associados responsável pela parte técnica, e a Asfamas, que reúne fabricantes de materiais para saneamento.

Valor Econômico