Mercadante diz que tendência é Venezuela usar energia e petróleo para pagar dívida com Brasil

350

O presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Aloizio Mercadante, disse nesta segunda-feira (5) que a Venezuela não tem como pagar em divisas o passivo com governo brasileiro e a tendência seria a quitação em energia elétrica e petróleo. Segundo Mercadante, os passivos com o BNDES foram quase que integralmente cobertos pela Fundo de Garantia à Exportação, restando uma pequena parcela.  O banco informou que a Venezuela recebeu em contratos de apoio à exportação de serviços de engenharia US$ 1,5 bilhão (R$ 7,40 bilhões), sendo que US$ 40 milhões estão em atraso e serão indenizados pelo FGE. O saldo devedor é de US$ 84 milhões.

Folha  de S.Paulo