Intenção de investimento da indústria é a menor em seis anos, segundo pesquisa da CNI

306

Embora tenha levado ao governo a promessa de investir, no mínimo, R$ 460 bilhões nos próximos anos, a indústria mostra cautela em iniciar novos aportes diante dos efeitos dos juros mais altos sobre o consumo e o custo de capital. Também pesam a ociosidade ainda elevada em alguns setores e as indefinições que vão desde políticas setoriais à reforma tributária. O setor começou 2023 com a menor intenção de investimento dos últimos seis anos. De cada cinco empresas da grande indústria, apenas uma pretende ampliar a capacidade instalada, segundo levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI). O trabalho reitera, com números agregados, o tom cuidadoso manifestado anteriormente pelos baixos índices de confiança empresariais.

O Estado de S.Paulo