Setor de energia vê ministro ‘distante’ e com agenda própria

269

A recuperação judicial da Light, aceita pela Justiça na segunda-feira (15), trouxe mais um item à agenda de trabalho do ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, que já se apresenta longa, com vários temas que demandam articulação e conversas com agentes do mercado. Mas os sinais concretos são de que a pauta que Silveira quer seguir é diferente da que vem sendo apresentada a ele. Na sexta-feira (12), dia em que a Light pediu a recuperação judicial da holding, Silveira participou da inauguração de uma usina de etanol em Goiás, ao lado do vice-presidente Geraldo Alckmin.

Valor Econômico