Diretor da ABDIB apresenta oportunidades de investimentos na infraestrutura do Brasil

544

Roberto Guimarães, Diretor de Planejamento e Economia, participou de Seminário promovido pelo Felsberg Advogados para incentivar negócios entre empresas do Brasil e de Singapura 

 

O Diretor de Planejamento e Economia da ABDIB, Roberto Guimarães, participou nos dias 09 e 10 de maio do seminário “A Closer Understanding: Brasil and Singapore”, promovido pelo Felsberg Advogados. Com o patrocínio da Braddell Brothers, Allen & Gledhill, São Paulo Negócios, InvestSP e da Embaixada do Brasil em Singapura, o evento apresentou oportunidades de investimentos e negócios para empresas dos dois países, bem como os desafios a serem enfrentados em um mais que justificado processo de aproximação.

Em formato híbrido, o evento contou com a presença de autoridades e executivos dos dois países. Um dos principais pontos em discussão foi a retomada dos investimentos em infraestrutura no Brasil, e a possibilidade de parcerias entre investidores de Singapura e as empresas brasileiras do setor. 

Algumas das oportunidades existentes no Brasil para investidores de Singapura foram apresentadas pelo diretor de planejamento e economia da ABDIB (Associação Brasileira de Infraestrutura), Roberto Figueiredo Guimarães. Ele destacou a necessidade de  investimentos existente em áreas como transportes e logística (R$ 186 bilhões), saneamento (R$ 23 bilhões) e energia (R$ 14bilhões). “Hoje, os processos de concessão e parcerias entre o setor público e privado estão mais maduros que há 20 anos, e há oportunidades de investimento em diversos setores.”, reforçou. 

O Diretor da ABDIB destacou mudanças positivas no ambiente regulatório que podem ajudar a atrair novos investimentos. Citou as PPPs, as leis de concessões, a maior autonomia das agências reguladoras, o novo marco do saneamento, a nova lei de cabotagem e o amadurecimento das relações entre setor público e setor privado.  Guimarães apresentou ainda estudo da ABDIB (Blue Book – The largest and most completely survey of infrastructure projects in Brazil), segundo o qual o Brasil tem hoje 432 novos projetos e iniciativas em infraestrutura que representam R$ 544 bilhões em investimentos. Destes, 179 projetos devem receber R$ 179 bilhões nos próximos cinco anos, o que representa um grande programa a ser construído no futuro próximo.

O Brasil é fonte de diversas matérias-primas e produtos que Singapura importa. Trata-se do sétimo maior destino das exportações brasileiras. No entanto, existem possibilidades de negócios ainda não exploradas. Pela localização estratégica, Singapura pode servir de base para exportação de produtos e serviços brasileiros para o continente asiático. Além disso, aquele país concluiu em 2022 um acordo de livre comércio com o Mercosul, o que pode estimular investimentos diretos no Brasil.

Segundo o advogado Thomas Felsberg, um dos objetivos do diálogo é identificar novas oportunidades de sinergias entre as duas economias, e ajudar a desenvolver novos negócios entre empreendedores dos dois países”, diz. Como exemplo, cita a demanda por investimentos na infraestrutura do Brasil.  “A necessidade de obras de infraestrutura é uma realidade. Ocorre que são notórias as atuais restrições existentes no orçamento público. Uma das alternativas é a realização de parcerias com agentes privados. Com esse diálogo que estamos iniciando, queremos mostrar que o Brasil pode ser um ótimo destino para o capital de investidores de Singapura”, diz Thomas Felsberg.   

Além do Diretor da ABDIB, o evento contou também com a presença do presidente da São Paulo Negócios, o ex-ministro Aloysio Nunes Ferreira, de  Silvia Pierson, Diretora da Invest São Paulo, da embaixadora do Brasil em Cingapura Eugênia Barthelmess. O País asiático esteve representado pelo Diretor da empresa de promoção do comércio exterior de Singapura Josiah Choy, por Adriana Uson, do Centro Internacional de Arbitragem de Singapura e pelos escritórios Allen Gladhill e Bradell Brothers.