Prefeitura de Extrema (MG) abre nova concessão para substituir a Copasa

324

A Prefeitura Municipal de Extrema (MG) vai abrir uma nova concessão para a realização do serviço de abastecimento de água e saneamento na cidade. Em 2020, a prefeitura já havia quebrado o contrato com a companhia. A empresa, na ocasião, tentou reverter a situação na Justiça, mas não obteve sucesso.

De acordo com a administração municipal, em função de problemas no serviço, 124 processos foram movidos contra a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa). Assim, o contrato entre as partes já rfoi ompido judicialmente.

O contrato mais recente foi assinado em 2005, com duração de 30 anos. Assim, a Copasa passou a operar os serviços de abastecimento de água do município, contudo, a prefeitura não dará continuidade ao contrato até o vencimento em 2035.

De acordo com a administração municipal, o motivo da quebra de contrato é a má qualidade dos serviços prestados pela Copasa. Entre as reclamações, a prefeitura aponta o lançamento de dejetos em cursos d’água, a falta de água em alguns bairros e os buracos pelo município.

Em nota, a Copasa informou que a decisão da prefeitura está sendo discutida judicialmente. No que se refere às multas, a companhia informou que estão em seguem em trâmite da justiça, e não comenta o caso. (G1)