Auren mira em novos clientes e diversificação de negócios

149

Um ano depois da chegada da Auren Energia, elétrica que nasceu com a reorganização societária dos ativos do grupo Votorantim e do fundo canadense CPP Investiments – com destaque para a ex-estatal Cesp -, a companhia garante que a casa está em ordem. Desde 28 de março de 2022, quando estreou no Novo Mercado da B3, a empresa obteve resultados que foram positivos. Fábio Zanfelice, presidente da Auren, aponta, por exemplo, a redução de uma parte importante do passivo contencioso herdado da ex-estatal paulista, no montante de R$ 2,1 bilhões. Além disso, assinou com União uma indenização de R$ 4,2 bilhões emprocesso que corria de longa data referente à usina hidrelétrica Três Irmãos. Ele admite que os dois fatos trouxeram relevante peso para o perfil financeiro da empresa.

Valor Econômico