SP destrava principal obra da hidrovia Tietê-Paraná

370

O governo paulista assina, nesta sexta-feira (16), o contrato para retomar as obras de ampliação do canal de Nova Avanhandava, próximo à cidade de Buritama (SP). Hoje, o trecho é o principal gargalo da hidrovia Tietê-Paraná, que teve suas operações paralisadas por conta da seca no Estado entre 2014 e 2016, e depois novamente em 2021 e 2022. A ideia é aprofundar o canal, em um trecho de 16 km de extensão, para garantir um mínimo de 3,5 metros de profundidade. Isso permitirá a navegação e o escoamento de cargas, mesmo em períodos de estiagem, segundo a secretária estadual de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística, Natália Resende. Hoje, a profundidade do canal oscila muito a depender do nível de chuvas. Porém, em épocas de seca, esse patamar cai para 2 metros, 1 metro ou mesmo a zero – cenário que será evitado a partir da obra.

Valor Econômico