Comprou ações da Eletrobras com o FGTS? Já pode migrar para outros investimentos

315

Quem investiu parte do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) na Eletrobras durante a privatização da empresa já pode migrar os recursos para outros fundos, diversificando o investimento. Os investidores precisaram esperar seis meses da privatização para realocar as aplicações, feitas via FMP (Fundo Mútuo de Privatização). Chamados de “monoação”, os FMPs só permitem o investimento em ações de uma única empresa. Com o fim do prazo, interessados podem migrar para fundos de carteira livre, que compram qualquer tipo de ação.

Folha de S.Paulo