‘Já começa atropelando a Lei das Estatais’, diz Elena Landau sobre indicação de Mercadante para o BNDES

247

A indicação do petista Aloizio Mercadante para a presidência do BNDES no novo governo, confirmada terça-feira pelo presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, deve provocar um debate sobre a legalidade da nomeação. Isso porque a Lei das Estatais veda a indicação de “pessoa que atuou, nos últimos 36 meses, como participante de estrutura decisória de partido político ou em trabalho vinculado a organização, estruturação e realização de campanha eleitoral”.

O Globo