Gasto fiscal além do necessário pode prejudicar os mais pobres, diz presidente do Banco Central

52

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta quarta-feira que o Brasil está num ponto de inflexão e que fazer mais do que o necessário na área fiscal pode ter efeito contrário, com menos emprego e mais inflação, prejudicando os mais pobres. Campos Neto participou de um evento com investidores da gestora BlackRock Brasil, em São Paulo. Ele defendeu a necessidade de um equacionamento entre as necessidades sociais das pessoas mais afetadas pela pandemia de Covid-19 e o equilíbrio fiscal, além de transparência na comunicação do que será o novo arcabouço fiscal.

O Globo