Equipe de transição pede, e privatizações de Santos e aeroportos são pausadas

101

A privatização do Porto de Santos (SP), em fase final de análise no Tribunal de Contas da União (TCU), e a oferta casada dos aeroportos Galeão (RJ) e Santos Dumont (RJ), prevista para compor a oitava rodada de concessão de aeroportos em 2023, não deverão avançar um milímetro até a posse da nova equipe do presidente eleito Lula da Silva (PT). Integrantes da equipe de transição de governo já solicitaram que os processos de desestatização sejam paralisados tanto no órgão de controle quanto no Ministério da Infraestrutura.

Valor Econômico