Enel vai vender distribuidora no Ceará e sair do Peru e Argentina

77

O reposicionamento geográfico do grupo italiano Enel, anunciado nesta terça-feira (22), tem basicamente três pilares: sair de mercados não estratégicos na América do Sul e Europa, vender ativos para reduzir dívida líquida e investir pesado em energias renováveis. No Brasil, a principal decisão foi a de colocar à venda o controle das operações de distribuição de energia no Ceará (antiga Coelce) para focar nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Fora do país, os planos incluem a saída dos mercados de Peru, Argentina e Romênia.

Valor Econômico