Movimento popular apoia concessão, mas sindicato de servidores é contra

102

Francisco Machado, diretor do Movimento de Defesa do Cemitério da Consolação, tem expectativa de que a privatização melhore a situação de conservação e a segurança do local. “A atual administração tem sido muito positiva, diminuiu muito os furtos, mas convive com exiguidade muito grande de recursos para zeladoria e segurança. Ainda deixa um pouco a desejar”, diz Machado.

Valor Econômico