CSN e CEEE-G I

64

Em teleconferência com acionistas e investidores, o diretor financeiro da CSN, Marcelo Cunha Ribeiro, explicou que a aquisição da CEEE-G deve trazer ganhos de competitividade e redução de 60% de seu custo com energia elétrica e um retorno de dois dígitos. A empresa considera ainda vantajosa a compra da empresa gaúcha para alocação de parte da energia para autoprodução, diversificação dos negócios e redução da volatilidade dos custos da energia, além de alocação de 100% de energia renovável nos negócios da companhia.

Valor Econômico