Frente parlamentar propõe a candidatos aumentar para 31% a participação do modal ferroviário

131

A Frente Parlamentar pelo Brasil Competitivo e o MBC (Movimento Brasil Competitivo) apresentou na última terça-feira (12) um documento propondo aumentar a participação do modal ferroviário dos atuais 17,69% para 31% no Brasil.

Os parlamentares da frente apostam no regime de autorizações para esse crescimento do setor. O empresário e presidente do Conselho Superior do MBC, Jorge Gerdau, disse à Agência iNFRA que o Brasil tem oferta suficiente de aço para a construção dos trilhos necessários para atingir esse percentual.

A “Agenda de Propostas: 12 compromissos para um Brasil competitivo” ainda aponta a necessidade da diminuição da participação do modal rodoviário de 66,2% para 51%; o aumento da cabotagem de 9,21% para 11%; e de uma mudança percentual pequena na participação dos modais hidroviário (6%), dutoviário (1%) e aeroviário (0,05%).

Segundo os organizadores do documento, as cadeias de abastecimento não são competitivas devido ao alto custo do transporte das cargas e ao elevado tempo de deslocamento desses produtos.

O objetivo é levar essas propostas aos presidenciáveis de diversos partidos e a candidatos aos governos estaduais para que elas sirvam de subsídios para a elaboração de políticas públicas nos setores de infraestrutura, energia, desburocratização, entre outros.

 

Imagem: Canva

Conteúdo produzido pela Agência iNFRA e cedido para o portal da Abdib.