Investimento em infraestrutura de telecom deve ultrapassar US$ 4 bi até 2030

222

A crise no setor de saúde gerou uma mudança radical em nossos padrões de consumo de dados e uso das tecnologias de informação e comunicação.  A pandemia, além de aprofundar as diferenças sociais e econômicas, expôs as consequências nefastas da falta de desenvolvimento tecnológico e de infraestrutura digital na região. Apenas no Brasil, o investimento em infraestrutura de telecomunicações deve ser de mais de US$ 4 bilhões até o ano de 2030, é o que aponta um recente estudo feito pela consultoria internacional SmC+ Digital Public Affairs.

O relatório “Novas dinâmicas da gestão da infraestrutura de telecomunicações na América Latina”, mostrou que o país lidera o ranking que aponta a necessidade de US$ 17 bilhões em investimentos em toda a região. Depois, aparecem México, com pouco mais de US$ 3 bilhões, Peru, com US$ 2,2 bilhões, e Colômbia, com US$ 870 milhões. Esses investimentos serão fundamentais para que as novas tecnologias tenham um acesso massivo, sem assimetrias, e consigam ampliar seu impacto econômico.

Estima-se que será necessária a implantação de mais de 240 mil novos sites de telecomunicações no Brasil até 2030, de acordo com a pesquisa. Se considerarmos toda a América Latina, esse valor chega a 550 mil novos sites – quadruplicando o parque atual -, motivado principalmente pela demanda por novos serviços de internet, a necessidade de acabar com o gap digital e a chegada da tecnologia 5G na região. (IP News)