Alterado o edital da concessão do Aeroporto Santos Dumont (RJ)

328

O edital de concessão do aeroporto Santos Dumont (RJ) foi alterado, por decisão do governo federal, a fim de ajudar na resolução do embate entre o Ministério da Infraestrutura e o Rio de Janeiro acerca do projeto. Os cariocas discordam da modelagem da concessão do terminal, pois temem que o impulso que será dado ao Santos Dumont fragilize ainda mais o Aeroporto Internacional do Galeão (RJ) .

Uma das alterações realizadas no edital foi aumentar de três para cinco anos o prazo para a futura concessionária realizar as obras de correção de não conformidades no aeroporto, que permitirão o aumento no volume de passageiros do Santos Dumont.  O edital do Aeroporto de Congonhas (SP), outro terminal que será leiloado na sétima rodada, também receberá essa alteração.

Outra alteração para o Santos Dumont é no cálculo de quantos movimentos poderão ser permitidos no terminal. Antes, o governo trabalhava com um índice de fatoração de 90%, que permitiria que o aeroporto tivesse, no futuro, 32 movimentos por hora. Agora, no entanto, esse índice será reduzido para 80%, o que corresponde a 30 movimentos por hora no Santos Dumont. A previsão é que o Santos Dumont tenha, no futuro, uma movimentação de 13 milhões de passageiros por ano. (Estadão)