Investimento puxa demanda profissional em saneamento

87

Apesar dos 13,7 milhões de desempregados no Brasil, segundo dados de agosto do IBGE, as empresas de saneamento básico enfrentam um desafio de escassez de mão de obra. O cenário é resultado de uma soma de fatores que envolve a entrada de investimentos privados, que estão demandando mão de obra mais capacitada, após um longo período em que o setor esteve afastado do processo de modernização dos serviços de infraestrutura do país.

Valor Econômico