Aneel aprova edital de leilão para contratar potência e energia de usinas termelétricas

302

foi aprovado ontem (16), pela diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o edital do leilão de Reserva de Capacidade de 2021. O certame está marcado para 21 de dezembro e é voltado para a contratação de usinas termelétricas.

Os contratos terão duração de 15 anos e o prazo de fornecimento começa em julho de 2026 (para o produto potência) e janeiro de 2027 (para o produto energia). O edital será publicado pela agência na próxima quinta-feira (18).

Será o primeiro leilão do governo para contratação de reserva de capacidade do produto potência. Essa modalidade foi regulamentada via decreto presidencial em abril deste ano. O objetivo é aumentar a segurança do sistema elétrico nacional, garantindo o fornecimento de energia em momentos de pico ou de falhas, por exemplo. Para isso, serão negociados dois tipos produtos no leilão:

Produto energia: entrega da energia elétrica produzida pela usina, como já acontece em outros leilões. Podem participar usinas termelétricas novas, com inflexibilidade operativa de até 30%;
Produto potência: entrega de disponibilidade de potência. A usina fica disponível para ser acionada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) imediatamente, sempre que for necessário, como em horários de pico ou momentos de falhas do sistema. Podem participar usinas termelétricas novas ou existentes, com flexibilidade operacional; e usinas termelétricas novas com inflexibilidade operativa de até 30%, desde que vencedoras do produto energia.

Segundo a Aneel, 132 projetos foram cadastrados para participar do leilão, totalizando 50.691 megawatts. A contratação vai respeitar a demanda das distribuidoras de energia e também do mercado livre, mais uma inovação trazida pelo leilão. (G1)