Artigo: O retrato do lixo no Brasil – precisamos sair da era medieval

1363

O descarte adequado do lixo é um dos grandes desafios da atualidade. Hoje, o Brasil gera cerca de 79 milhões de toneladas de resíduos sólidos urbanos anualmente, sendo a previsão para o futuro ainda mais assustadora, com total estimado de 100 milhões de toneladas em 2033. O que poucas pessoas sabem, no entanto, é que falta dinheiro para que o descarte e o tratamento desse lixo sejam feitos corretamente. Com a falta de recursos para a realização dos serviços, em muitos casos, as soluções clandestinas tornam-se a única via possível. Proibidos há quase 70 anos, os lixões a céu aberto ainda fazem parte da realidade brasileira e são utilizados diariamente: hoje são cerca de 3 mil lixões ainda em funcionamento no país. (Márcio Matheus, presidente do Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana – SELURB)

Estadão.com