EDP e a crise hídrica

104

A EDP Brasil tem fôlego financeiro para suportar a pressão de caixa trazida pela crise hídrica às duas distribuidoras do grupo, segundo o presidente da companhia elétrica, João Marques da Cruz. “O grupo é suficientemente forte para acomodar isso. As distribuidoras que não estão cobertas por um grupo econômico forte podem sofrer com a situação, pelo  valor extremamente elevado da energia. E é natural que essa pressão possa gerar perdas e inadimplência, mas por enquanto nossos indicadores estão controlados”, disse o executivo, em conversa com jornalistas.

Valor Econômico