Novos dados mostram evolução da demanda em transportes em relação ao cenário pré-pandemia

1080

A partir da divulgação de estatísticas sobre movimentação nas áreas de transportes aeroportuário, rodoviário e ferroviário, feitas pela Anac, ABCR e ANTT, foi possível atualizar as tabelas comparativas sobre a evolução da demanda mensal comparando os dados em relação a abril de 2020 e a abril de 2019.

As tabelas e o cenário compõem avaliação semanal realizada pela Vallya disponibilizada para a Abdib em parceria exclusiva. As atualizações são publicadas na seção Indicadores de Infraestrutura e propõe a demonstrar a evolução da demanda em áreas estratégicas da infraestrutura, servindo como importante termômetro para atividade econômica como um todo.

Aeroportos – Com a atualização dos indicadores de movimentação de passageiros realizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que divulgou estatísticas referentes a abril, é possível observar queda generalizada na movimentação de passageiros em relação a abril de 2019, tanto para rotas nacionais (- 63,98%) quanto internacionais (- 91,38%).

Para movimentação de cargas, na mesma base de comparação (abril 2021 x abril 2019), foi registrada diminuição (- 24,05%) no mercado interno e expansão (+ 9,14%) em nível internacional, em linha com a retomada econômica mundial.

Rodovias pedagiadas – Os indicadores de movimentação nas rodovias pedagiadas divulgado pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) referente à atividade em abril deste ano demonstram recuperação no fluxo de veículos em relação ao início da pandemia, mas ainda distante do patamar pré-pandemia.

Quando os dados de abril de 2021 são comparados aos de abril de 2020, o índice registra aumento de 48,36%, reflexo dos avanços no tráfego de veículos leves (+ 57,67%) e pesados (+ 30,89%).

Quando a comparação é realizada entre os meses de abril de 2021 com abril de 2019, o índice geral da ABCR registrou queda de 16,70%, devido principalmente à redução no tráfego de veículos leves de passeio (- 23,46%), uma vez que veículos pesados registram avanço (+ 4,09%) nesta base de comparação em função da resiliência do transporte rodoviário de cargas frente aos efeitos negativos da pandemia.

Ferrovias – Dados da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) mostram que a produção de transporte ferroviário, medida em tonelada quilômetro útil (TKU), apresentou um crescimento de 30,1% na comparação de março de 2021 com o mesmo mês de 2020, considerando todos os tipos de cargas de forma agregada. Foi registrado aumento por todas as concessões ferroviárias do país e na totalidade dos setores analisados.

 

Painel mensal 2021 x 2020

(clique na imagem para ampliar)


 

Painel mensal 2021 x 2019

 

Painel semanal

 

Painel Apple

 

Painel Google