Novo presidente da Eletrobras toma posse e defende privatização da empresa

238

Em cerimônia virtual, Rodrigo Limp assumiu nesta sexta-feira a presidência da Eletrobras ressaltando a importância e a necessidade de privatização da estatal, dona de 30% da capacidade de geração do país e de 45% da transmissão de energia elétrica do Brasil. Em evento que contou com a participação do ministro de Minas e Energia (MME), Bento Albuquerque, e Ruy Flaks, presidente do Conselho de Administração da Eletrobras, Limp, que ocupava o cargo de secretário de Energia Elétrica do MME,  disse que a empresa precisa estar capitalizada para manter seu papel de liderança no setor para os próximos dez anos, quando são esperados investimentos de R$ 360 bilhões em investimento em geração e transmissão no Brasil.

O Globo