“No projeto envolvendo as rodovias do Paraná não existe taxa de outorga”

489

Com o vencimento das concessões das estradas paranaenses este ano, em novembro entra em curso um novo processo licitatório, encampado pelo governo federal. O ministro de Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas afirma que a concepção do projeto visa a transformação logística do Estado, deixando o Paraná com uma infraestrutura rodoviária muito próxima a de São Paulo. São cerca de R$ 42 bilhões em investimentos, que incluem cerca de 1,7 mil km de duplicação, a construção de contornos urbanos, vias marginais, faixas adicionas e terceiras faixas, ciclovias, passarelas, área de escape para caminhões, e pontos de parada e descanso para os caminhoneiros. (FAEP/SENAR-PR)