Artigo- Leilão tardio da Cedae abre caminho para investimentos em um Rio arrasado

41

Tudo começou em maio de 2016, há exatos cinco anos. O Rio de Janeiro, de joelhos, encaminhou à Secretaria do Tesouro Nacional (STN) seu fluxo de caixa mostrando uma deficiência estrutural de recursos e solicitando (mais um) socorro. Desde o fim de 2015 o Estado do Rio agonizava, com serviços essenciais em colapso, interrupção no pagamento dos serviços da sua dívida com a União e com organismos multilaterais e atraso nos salários e aposentadorias de servidores públicos

O Estado de S.Paulo