Teles investem, mas falta antena

54

Mesmo com a pandemia, o setor de telecomunicações investiu R$ 31,1 bilhões em 2020 e a expectativa é que esse patamar seja mantido neste ano. A maior fatia tem sido direcionada a melhorar a velocidade da internet no país, mas isso depende também de legislação municipal que libere a instalação de antenas, segundo a Conexis Brasil Digital, entidade que reúne as empresas de telecomunicações. “Sem antena não tem sinal”, diz Marcos Ferrari, presidente da associação que reúne as empresas de telecomunicações.

Valor Econômico