Projeto da Ferrogrão assume riscos bilionários para o governo, diz economista

58

Especialista em infraestrutura, o economista Cláudio Frischtak afirma que o projeto do governo para a construção de uma ferrovia na Amazônia assume uma série de riscos que podem custar bilhões aos cofres públicos. Frischtak analisou as premissas apresentadas ao TCU (Tribunal de Contas da União) para a Carta da Conjuntura, da consultoria Inter.B. O projeto, chamado Ferrogrão, liga o Mato Grosso ao Pará, com o objetivo de escoar a safra de grãos do Centro-Oeste por portos da região Norte.

Folha de S.Paulo