As obras do governo no edital de 5G em debate no TCU

57

Os R$ 2,5 bilhões para construção da rede privativa do governo Bolsonaro e execução do Programa Amazônia Conectada e Sustentável devem ser pontos de interesse para discussão do Tribunal de Contas da União (TCU), que analisa os termos do edital da quinta geração de serviços móveis (5G). Para fontes ouvidas pelo Valor, essas duas obras inseridas no edital como obrigação das operadoras de telecomunicações se misturam no leilão, embora o correto seria o governo enviar um projeto específico ao Congresso Nacional para votação, já que se referem a investimento público. Da forma como está, o governo dribla o Legislativo e retira recursos que seriam arrecadados para obras de sua escolha.

Valor Econômico