Huawei diz que analisa portaria para avaliar participação em rede privativa 5G do governo

46

A Huawei ainda está analisando a portaria do Ministério das Comunicações com diretrizes para o edital do leilão do 5G no país para decidir se participa da rede privativa que será criada para a comunicação entre os órgãos da administração pública. A informação foi dada por Marcelo Motta, diretor de Cibersegurança e Soluções da Huawei América Latina, em reunião nesta terça-feira (6) do grupo de trabalho na Câmara dos Deputados que discute a implantação da tecnologia 5G no Brasil. A rede privativa, criptografada, será construída pelas operadoras que vencerem o leilão e deverá custar R$ 1 bilhão. A intenção é que atenda a órgãos públicos da administração federal.

Folha de S.Paulo