Futuro da Linha Amarela

52

Em audiência de conciliação ontem, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, sugeriu que a Linha Amarela A.A (Lamsa) restabeleça o controle da via expressa do Rio de Janeiro, com tarifa temporária de R$ 4. Esse preço seria válido por 90 dias. O prefeito do Rio, Eduardo Paes, concordou com a proposta, mas a Invepar, controladora da Lamsa, pediu 48 horas para consultar seu corpo diretor e dar sua resposta definitiva ao STF. O prazo de 90 dias é o tempo fixado para que a 6ª Vara Cível do Rio de Janeiro conclua a perícia judicial relativa ao reequilíbrio econômico-financeiro do contrato.

Valor Econômico