Novos indicadores de demanda por infraestrutura mostram sinais positivos

494

Novos indicadores divulgados pelas autoridades públicas e instituições privadas que mensuram a evolução da demanda nos setores de infraestrutura trouxeram sinais positivos. A movimentação portuária (Antaq) encerrou o ano de 2020 com expansão de 4,21%. As ferrovias (ANTT) mantiveram expansão vigorosa no transporte de cargas em janeiro desse ano. Dados Empresa de Pesquisa Energética (EPE) no primeiro mês de 2021 mostram tendência de expansão no consumo de energia elétrica. As estatísticas do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) apontam para expansão da carga no mês de fevereiro de 2021. E, por fim, a movimentação em rodovias concedidas em fevereiro (ABCR) atingiu patamar próximo ao nível pré-pandemia.

Esse cenário está em nova apuração na seção Indicadores de Infraestrutura, que se propõe a demonstrar a evolução da demanda em áreas estratégicas da infraestrutura, servindo como importante termômetro para atividade econômica como um todo. A avaliação semanal é realizada pela Vallya e disponibilizada para a Abdib em parceria exclusiva.

Movimentação portuária – A movimentação de cargas nos principais portos públicos do país terminou o ano de 2020 com crescimento de 4,21% em relação ao ano anterior, com destaque para movimentação de granel líquido e gasoso, que teve alta de 15,08% nesta base de comparação. Outros tipos de carga como granel sólido (+ 1,23%) e carga conteinerizada (+ 0,97%) também tiveram expansão na movimentação em 2020. O único tipo de carga que terminou o ano de 2020 em baixa foi a carga geral, que acumulou queda na movimentação de 1,83%.

Na comparação mês contra o mesmo mês do ano anterior, em dezembro de 2020 houve uma expansão acumulada de 7,98% na movimentação de cargas quando comparado a dezembro de 2019. Vale destacar que, durante o mês de dezembro, houve expansão significativa na movimentação de carga geral na Cia Docas RJ (+ 60,30%), no Porto de Itajaí (+ 19,96%), no Porto de Santos (+ 16,17%) e na Cia Docas Pará (+ 14,95%) em dezembro de 2020 quando comparado ao mesmo mês de 2019. Com base na movimentação de cargas em ferrovias e rodovias em janeiro deste ano, a Vallya já havia antecipado que a movimentação portuária mostrava tendência de manter-se em trajetória de expansão.

Cargas ferroviárias – O mês de janeiro de 2021 trouxe excelentes resultados para movimentação ferroviária, registrando alta de 14,6% na movimentação de cargas quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Em relação às concessionárias, destacamos a boa movimentação de cargas nos trechos concedidos à MRS (+ 56,42%), à Vale (+ 15,88%) e à Transnordestina (+ 5,69%) nesta base de comparação. Já em relação aos principais commodities, destacamos a boa movimentação em janeiro de milho (+ 84,12%), minério de ferro (+ 23,01%) e celulose (+ 12,63%) nesta base de comparação.

Embora estas commodities sejam destacadas, houve alta homogênea, que pode ser visualizada no Painel Mensal atualizado pela Vallya. A única exceção foi a soja (- 82,31%), em função da antecipação da venda de estoques. A Vallya vê com bons olhos o incremento na movimentação de minério de ferro e, por consequência, nas operações da Vale, sinal importante da economia global.

Consumo de energia elétrica – O mês de janeiro de 2021 registrou alta de 2,95% no consumo de energia elétrica na rede em comparação com o mesmo período do ano anterior, de acordo com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Os setores residencial (+ 5,33%) e industrial (8,14%) influenciaram positivamente o resultado agregado, enquanto o setor comercial (- 7,07%) continua em patamar negativo, embora acima do constatado no pico das medidas de isolamento social entre abril e junho do ano passado.

No setor industrial, houve alta homogênea no consumo de energia elétrica. Destaque para os seguintes itens que apresentaram expansão de dois dígitos no consumo de energia elétrica, em comparação com janeiro de 2020: têxteis (+ 16,34%), veículos (+ 15,19%), produtos de borracha e plástico (+ 14,28%), produtos de metal (+ 12,77%), minerais não metálicos (+ 12,55%) e materiais metálicos (+ 11,26%).

Expansão da carga de energia elétrica – Os dados divulgados pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) apontam para leve expansão da carga de energia durante o mês de fevereiro de 2021 em comparação com o mesmo período do ano anterior. Nesta base de comparação, houve alta de + 2,3% para carga de energia, de + 1,0% para geração de energia e de + 2,0% para demanda máxima horária.

Movimentação em rodovias concedidas – A movimentação de veículos nas principais rodovias concedidas do Brasil fechou o mês de fevereiro em patamar próximo ao período pré-pandemia. A movimentação de veículos em trechos concedidos à Ecorodovias teve alta (+ 0,9%) em fevereiro de 2021 quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Nesta mesma base de comparação, os trechos concedidos à CCR tiveram queda na movimentação de veículos (- 0,4%) no indicador agregado. O resultado foi influenciado negativamente pela movimentação de veículos de passeio, com queda (- 9,1%), enquanto a movimentação de cargas continua em trajetória de expansão (+ 6,8%).

 

Painel Mensal

Painel semanal

 

Painel Apple

 

Painel Google